Quixeramobim registra maior chuva em 24 horas, com 90 mm; mais de 40 cidades têm precipitações

Funceme prevê que o Centro-Sul do Ceará deverá receber concentrar as maiores chuvas nesta terça-feira

Legenda: Distrito de São Miguel em Quixeramobim amanheceu nesta terça-feira com tempo nublado
Foto: Siqueira Filho

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuvas em pelo menos 46 municípios cearenses nas últimas horas. A maior delas foi em Quixeramobim (Posto Paus Brancos), com 90 milímetros, seguido por Acopiara com 60 milímetros e Boa Viagem com 43 milímetros. Houve precipitações também em Jaguaribara (42,2 milímetros) e Iguatu (38 milímetros).

> Áreas com seca diminuem no Ceará em abril, aponta estudo do Monitor de Secas

De acordo com a Funceme, o cenário favorável às precipitações, mesmo que variando entre fraca e moderada ao longo dos próximo dias, está associado à presença de áreas de instabilidade na região leste do Nordeste. A gerente de Meteorologia da Funceme, Meiry Sakamoto, explica que a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mantém-se afastada do Ceará.

Para esta terça, o órgão prevê que o Centro-Sul do Ceará deverá receber concentrar as maiores chuvas, porém, a faixa litorânea também deve ter registros principalmente entre madrugada e manhã. Por fim, na quarta (20), a Funceme aponta chances de chuvas isoladas em todas as macrorregiões.

Maiores chuvas por posto no dia:

  1. Quixeramobim (Posto: Paus Brancos) : 90.0 mm
  2. Quixeramobim (Posto: Sao Miguel) : 62.0 mm
  3. Acopiara (Posto: Ebron) : 60.0 mm
  4. Quixeramobim (Posto: Belem) : 53.0 mm
  5. Quixeramobim (Posto: Quixeramobim) : 53.0 mm
  6. Quixeramobim (Posto: Encantado) : 52.0 mm
  7. Boa Viagem (Posto: Acude Sao Jose I) : 43.0 mm
  8. Jaguaribara (Posto: Jaguaribara) : 42.2 mm
  9. Boa Viagem (Posto: Boa Viagem) : 41.0 mm
  10. Iguatu (Posto: Iguatu) : 38.0 mm

Principais reservatórios

Estado possui 39 açudes sangrando e outros 56 reservatórios com volume acima de 90%. Os maiores açudes do Ceará, como por exemplo, o Castanhão, principal reservatório a abastecer a Grande Fortaleza, tem 15,69% da capacidade máxima. Já o Orós, segundo maior açude do estado, tem 26,73% do volume máximo. E o Banabuiú está com 12,20%.