Prefeito da cidade de Jardim e ex-secretários municipais são alvos de operação do Ministério Público

Atual prefeito, Aniziario Costa (PSB), e ex-secretários são alvos da "Operação Descarte"

foto da fachada do ministério público
Legenda: "Operação Descarte", que cumpre 11 mandados de busca e apreensão no município de Jardim
Foto: Arquivo

Fraudes em licitações, inexecução contratual e sobrepreço no serviço de limpeza pública em Jardim, na Região do Cariri, levaram o Ministério Público do Ceará (MPCE) a deflagrar, na manhã desta quarta-feira (29), a "Operação Descarte", que cumpre 11 mandados de busca e apreensão no município.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos na residência do prefeito de Jardim, Aniziario Costa (PSB), e de ex-secretários de Obras, Viação e Urbanismo. As sedes da prefeitura e da empresa responsável pela coleta, esta em Juazeiro do Norte, também são alvos da ação.

De acordo com o MPCE, os crimes contra a ordem pública investigados em Jardim tiveram "possível participação de autoridade com foro por prerrogativa de função".

Na prática, o órgão explicou que a empresa Lockar Locadora de Automóveis Ltda. foi a “vencedora” da licitação para o serviço, mas os garis e demais empregados são da Prefeitura, assim como os caminhões. 

"A contratação da empresa investigada pelo município de Jardim iniciou-se em fevereiro de 2017, com valores pagos de, aproximadamente, R$ 8.000.000,00 até a presente data. Foram apreendidos documentos e equipamentos eletrônicos", complementou o MPCE. 

O Diário do Nordeste tentou localizar  Aniziario Costa através do contato pessoal e do telefone fixo da Prefeitura de Jardim, mas não teve retorno. Esta matéria será atualizada após a reportagem conseguir uma posição da gestão municipal. 

 

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará