Morada Nova elege mãe e filha vereadoras

No município, de um total de 15 vereadores, seis são mulheres. O PT, além de reeleger o prefeito Wanderley Nogueira, conquistou oito vagas na Câmara

Morada Nova
Legenda: Mãe e filha são eleitas vereadoras em Morada Nova

Mãe e filha foram eleitas vereadoras em Morada Nova, neste domingo (15). É um fato inédito no município que reelegeu o prefeito Wanderley Nogueira (PT), que obteve 52,9% dos votos. Bia Martins, 46 anos, professora, é vereadora pelo Partido dos Trabalhadores (PT), e ficou em oitavo lugar com 1378 votos. A filha dela, Jane Martins (PT), 29 anos, estudante de Direito e de Odontologia, ficou em 11º lugar, com 1271 votos.  

Dentre os 15 vereadores eleitos, oito são do PT que também ficou com os três mais votados no atual pleito. Na eleição passada, o prefeito já foi eleito pelo PT, que começou a ter força na política local recentemente desbancando forças tradicionais das famílias Castro e Girão. Outro aspecto curioso é que foram eleitas seis vereadoras, demonstrando a força da mulher no município.

Muitas pessoas avaliavam que a eleição das duas poderia ser inviabilizada, mediante “a divisão dos votos na família e entre os eleitores”, como observou o produtor Carlos Oliveira. Entretanto, mãe e filha acreditaram na possibilidade que se tornou real.

Jane Martins é a atual vice-prefeita de Morada Nova e a ocupação do cargo contribuiu para a conquista de uma cadeira no legislativo municipal. Anteriormente, em 2012, ela foi eleita vereadora pela primeira vez e foi a mais nova parlamentar do município e a primeira a ser eleita por uma terceira via.

Nestas eleições, ficou inviável a permanência dela como candidato a vice-prefeita novamente. “Decidimos de última hora e enfrentamos o medo de que as duas juntas disputando um mesmo cargo poderia uma atrapalhar a outra”, revelou. “Foi difícil, mas deu tudo certo, os nossos eleitores são nossos amigos e só temos a agradecer”.  

Bia Martins observou que “são poucos os que têm o privilégio de votar em uma candidata e ganhar duas, porque somos unidas e trabalhamos junto com o povo, os trabalhadores rurais”. Ela agora vai para o terceiro mandato de vereadora. “Não somos de família tradicional e nem somos empresárias, não temos apoio de pessoas ricas, mas sempre estamos no dia a dia defendendo os interesses do povo”.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará