Associação resgata cavalo com corte profundo em Crato; suspeita de maus-tratos

O animal foi encontrado com uma lesão profunda na coxa, passou pelo procedimento de sutura e foi medicado

Foto: Crédito: VcRepórter

Um crime de maus tratos a animais revoltou os moradores de Crato, na manhã do último domingo (12). Um cavalo foi encontrado no bairro Lameiro com uma profunda lesão na coxa direita. A Associação Defensora dos Animais Carentes (Adac) foi acionada e providenciou os cuidados necessários. O animal não corre risco de vida.  

Segundo Mariângela Bandeira, presidente da Adac, que esteve no local, o chamado foi feito por uma moradora, que enviou uma foto do cavalo ferido. “Ele estava sagrando bastante. Não sabemos há quanto tempo ele foi mutilado”, conta.  

Com o apoio da organização, um veterinário foi chamado e, como o corte era muito grande, só pôde fazer uma costura em 10% da pele. O restante será tratado como ‘ferimento aberto’ e deve demorar de quatro a cinco meses para cicatrizar.  

A Polícia Civil vai investigar o caso para saber quem é o autor dos maus-tratos e qual a responsabilidade do dono do animal, que ainda não foi encontrado.

A presidente da Adac cobrou do poder público uma posição firme sobre os casos de maus-tratos no município. “Os animais têm sofrido todos os dias aqui no Crato e isso está sempre sobre os ombros das organizações, associações”, acredita Mariângela.  

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará

Assuntos Relacionados