"Talvez pegue uma cana aqui no Brasil", diz Bolsonaro sobre Glenn

O presidente repercutiu portaria do Ministério da Justiça que endurece tolerância para estrangeiros que cometem crimes no Brasil

Escrito por Redação,

Política
Legenda: Presidente criticou o jornalista Glenn
Foto: FOTO: MARCOS CORRÊA

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou ontem, em entrevista após evento no Rio de Janeiro, que o jornalista americano Glenn Greenwald "talvez pegue uma cana aqui no Brasil".

Greenwald é editor do site The Intercept Brasil, que tem publicado reportagens com base em diálogos vazados do ministro Sergio Moro e de procuradores da Lava Jato.

Bolsonaro fazia referência a uma portaria publicada por Moro, na última sexta-feira (26), que estabelece um rito sumário de deportação de estrangeiros considerados "perigosos" ou que tenham praticado ato "contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal".

"Ele não se encaixa na portaria. Até porque ele é casado com outro homem e tem meninos adotados no Brasil. Malandro, malandro, para evitar um problema desse, casa com outro malandro e adota criança no Brasil", disse.

Em resposta, o jornalista afirmou que "ao contrário do que Bolsonaro deseja, não temos uma ditadura, temos uma democracia e para prender alguém é preciso mostrar evidência de que a pessoa que você quer prender cometeu algum crime".