PCdoB Ceará decide expulsar prefeito de Uruburetama acusado de cometer crimes sexuais

Um processo disciplinar contra José Hilson havia sido aberto no partido em 2018, quando foram divulgadas novas denúncias, mas o partido aguardava posicionamento do Conselho Regional de Medicina

Legenda: O Sistema Verdes Mares teve acesso a 63 vídeos, feitos entre 2009 e 2012, com, pelo menos, 23 mulheres, além de dezenas de fotos de partes íntimas de pacientes tiradas por José Hilson durante exames ginecológicos.

O PCdoB decidiu expulsar da sigla o médico e prefeito de Uruburetama, José Hilson de Paiva, na tarde desta segunda-feira (15). Em nota, o partido repudiou "os atos que afrontam a dignidade humana cometidos por José Hilson". O prefeito é acusado de cometer uma série de crimes sexuais durante atendimento ginecológico, há cerca de três décadas. 

Figura histórica do PCdoB, Carlos Augusto Diógenes, o Patinhas, informou que o partido já havia iniciado o processo de expulsão do prefeito de Uruburetama quando foi tomado ciência de casos de abusos sexuais praticados por Hilson no passado.

No entanto, desde 2017 o gestor é presidente da direção municipal da legenda, em Uruburetama, de acordo com o site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).  "Eu defendo que ele seja afastado. O partido, inclusive, já tinha tomado medida para afastamento dele", disse Patinhas.

Justiça de Uruburetama diz que não há processos contra prefeito acusado de abuso sexual

O presidente estadual do PCdoB, Luís Carlos Paes, está viajando. O vice-presidente, Benedito de Paula Bizerril, que está em Fortaleza, havia adiantado, pela manhã, que, por conta das novas acusações, era possível uma definição mais rigorosa do destino do gestor.  

"Logo que surgiu denúncias no ano passado, abrimos processo disciplinar e o afastamos de todas as funções. Acompanhamos todos os procedimentos do Ministério Público e estávamos aguardando o Conselho Regional (de Medicina) colocar em pauta para julgamento", disse Benedito. 

Poder Legislativo

A Câmara de Vereadores de Uruburetama está reunida para avaliar o afastamento de José Hilson do Poder Executivo. 

“Não importa se é vereador de oposição ou situação. O vereador deve satisfação à população. Estarei entrando com pedido de afastamento do excelentíssimo prefeito de Uruburetama. E tenho certeza que 100% da Câmara irão aceitar o pedido de afastamento imediato”, disse o vereador Diego Barroso, do PSL, que faz parte da base governista.  

O Legislativo de Uruburetama é constituído por 11 vereadores. A presidente da Casa, vereadora Teté, informou pela manhã, ao Sistema Verdes Mares, que iria convocar reunião extraordinária. A parlamentar também disse que ficou “em choque” ao se deparar com vídeos em que o prefeito abusa sexualmente de diversas pacientes.

Confira a nota do PCdoB na íntegra: 

"Frente às denúncias veiculadas através das mídias, relativas à conduta ética do médico e prefeito de Uruburetama José Hilson de Paiva, filiado ao PCdoB a partir de setembro de 2015, o Partido Comunista do Brasil – Ceará esclarece aos seus filiados e à população o seguinte: 

1-Nos seus 97 anos de existência, o PCdoB sempre se pautou por concepções e princípios éticos condizentes com o que fundamenta o comportamento da maioria dos trabalhadores brasileiros. Dessa forma, repudia os atos que afrontam a dignidade humana cometidos por José Hilson;

2-Considerando a gravidade dos fatos, a Comissão Política Estadual, em reunião extraordinária, decidiu nos termos do artigo 39, parágrafo 6º do Estatuto do PCdoB, pela expulsão de José Hilson de Paiva de suas fileiras, observando-se os trâmites partidários".

Você tem interesse em receber mais conteúdo de política?