Ministro da Justiça define Paulo Maiurino novo diretor-geral da PF

Maiurino foi secretário de segurança do Supremo Tribunal Federal (STF) até setembro de 2020 e assumirá o cargo no lugar de Rolando de Souza

Novo diretor-geral da PF
Legenda: Com a concretização da troca, o governo Bolsonaro tem o seu quarto diretor-geral da PF
Foto: Assembleia Legislativa de São Paulo / Divulgação / CP

Paulo Gustavo Maiurino é o novo diretor-geral da Polícia Federal. Foi o que definiu o recém-empossado ministro da Justiça, Anderson Torres, nesta terça-feira (6). 

Maiurino foi secretário de segurança do Supremo Tribunal Federal (STF) até setembro de 2020 e assumirá o cargo no lugar de Rolando de Souza, que havia sido escolhido por Alexandre Ramagem, diretor-geral da Abin.

Na Polícia Rodoviária Federal, por sua vez, Eduardo Aggio dará lugar ao inspetor Silvinei Vasques.

Com a concretização da troca, o governo Bolsonaro tem o seu quarto diretor-geral da PF. Antes de Rolando, passaram pelo cargo Maurício Valeixo e Alexandre Ramagem.​

O currículo de Maiurino diz que ele é assessor especial de segurança institucional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desde setembro de 2020. 

Antes disso, foi secretário de segurança do STF, membro do conselho de Segurança Pública do estado do Rio de Janeiro, entre janeiro de 2019 e setembro de 2020, e secretário de Esporte na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB-SP), de maio de 2016 a maio de 2018.

O comando da PF é considerado estratégico por Bolsonaro e esteve no centro da disputa do presidente com o ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política