Líderes internacionais comentam sobre a liberação de Lula

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, comemoraram o fato em mensagens ao ex-presidente

A soltura do ex-presidente Lula, na tarde desta sexta-feira (8), rendeu comentários por parte de líderes de outros países, que se manifestaram por meio das redes sociais. Na Argentina, o presidente recém-eleito, Alberto Fernández, afirmou que Lula foi vítima de perseguição. "É comovente a força de Lula para enfrentar esta perseguição (essa é a única definição que cabe ao processo judicial arbitrário ao qual foi submetido). Sua integridade demonstra não apenas o compromisso, mas a imensidão desse homem. Viva Lula livre".

A vice de Fernández, Cristina Kirchner, também enviou mensagem de apoio. "Acaba hoje uma das maiores aberrações da lei na América Latina: a privação ilegítima de liberdade do ex-presidente Lula".

A prefeita de Paris, na França, Anne Hidalgo, também comemorou a liberação de Lula, aproveitando para convidá-lo a visitar a capital francesa. "É bom saber que o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio "Lula" da Silva acaba de ser libertado. Espero por ele o quanto antes em Paris, onde é Cidadão Honorário", postou. 

Outro comentário a respeito da soltura de Lula veio do senador democrata dos Estados Unidos e pré-candidato à Casa Branca, Bernie Sanders. "Como presidente, Lula fez mais que qualquer um para diminuir a pobreza no Brasil e para apoiar os trabalhadores. Estou encantado por ele ter sido libertado da prisão, algo que nunca deveria ter acontecido, em primeiro lugar", disse. 


Assuntos Relacionados