Em meio à disputa na Câmara, órgãos federais sofrem exonerações no Ceará

Foram publicadas nesta semana, no Diário Oficial da União, as exonerações nas Superintendência Regionais do Dnit e do Ibama; movimento ocorre em meio a articulações do governo federal em apoio a Arthur Lira (PP)

Dnit
Legenda: Foi publicada a exoneração na superintendência do Dnit no Ceará, além do desligamento do superintendente do Ibama no estado

Foi publicada na edição desta terça-feira (19) do Diário Oficial da União (DOU), a exoneração de Júlio Aquino Júnior do cargo de superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Ceará. Esta não foi a única mudança no primeiro escalão de órgãos federais nesta semana. A superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Estado do Ceará (Dnit/CE), Liris Silveira Campelo Carneiro, também foi exonerada. 

As mudanças ocorrem faltando menos de duas semanas para a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. O governo federal apoia a candidatura do deputado Arthur Lira (PP) para o cargo e tem negociado com parlamentares federais o preenchimento de cargos em órgãos federais em todo o País. 

Ainda não foram anunciados quem devem substituir os superintendentes exonerados, mas há previsão de outras mudanças em estruturas de órgãos federais no estado. Na Companhia Docas do Ceará, foi anunciado ainda na última sexta-feira (15), o desligamento do diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária, Miguel Ângelo Barroso Andrade.

A decisão, contudo, ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. 

Aliado

Júlio Aquino Júnior havia sido uma indicação do deputado Heitor Freire (PSL) para o comando do Ibama no estado. Segundo o parlamentar, ele foi informado da exoneração do aliado e aponta como "natural esse realinhamento nos últimos dois anos de mandato". Freire afirmou ainda que está "avaliando nomes com preparo técnico para uma nova indicação".

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política