Dilma Rousseff realiza exames após mal-estar em Porto Alegre

A ex-presidente teve alta do hospital por volta das 15h30 e já está em casa

dilma passa mal e está fazendo exames
Legenda: Assessoria também informou que Dilma deve receber alta médica ainda nesta terça-feira (25)
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 A ex-presidente da República, Dilma Rousseff (PT), foi submetida a exames na manhã desta terça-feira (25) no Hospital Moinhos dos Ventos, em Porto Alegre, após sentir um mal-estar na noite anterior. Segundo o jornal O Globo, por volta das 15h30 ela teve alta.

A assessoria de imprensa da ex-presidente informou que nada foi constatado nos exames e Dilma "voltou para casa, em bom estado de saúde, consciente". A ex-presidente esteve acompanhada do médico Paulo Caramori.

Repercussão

A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, esclareceu em um post nas redes sociais que os exames iniciais de Dilma deram normais.

"Tudo bem com a Presidenta Dilma, pessoal! Ontem, após um mal-estar, foi levada ao hospital, fez alguns exames, todos normais, e agora pela manhã está fazendo outros complementares. Todo carinho, presidenta". 

O ex-presidente Lula também comentou o mal-estar de Dilma nas redes sociais. "Falei com a @dilmabr hoje 9h da manhã e ela já estava se sentindo melhor, falante como sempre. Se Deus quiser em breve já estará de volta em casa, recuperada e com muita disposição pra nossa luta", escreveu o petista.

Curada de linfoma

Quando ainda era ministra-chefe da Casa Civil na gestão do ex-presidente Lula, em abril de 2009, Dilma iniciou um tratamento contra um câncer no sistema linfático sob os cuidados de uma junta médica do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Inicialmente, a equipe retirou um tumor de 2,5 cm em sua axila esquerda, sendo este o único foco da doença no organismo. Em seguida, Dilma passou por sessões de quimioterapia preventiva e radioterapia, além de uma cirurgia para implantação de um cateter embaixo do braço direito.

No dia 28 de setembro de 2009, os médicos responsáveis divulgaram nota afirmando que Dilma estava "livre de qualquer evidência de linfoma". Os profissionais complementaram que o quadro de saúde da então ministra era "excelente" e que ela poderia voltar à sua rotina normal.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política