Deputada propôs a Moro conversa com Bolsonaro em troca de vaga no STF

Troca de mensagens aconteceu um dia antes de Sérgio Moro anunciar a demissão do cargo de Ministro da Justiça

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, recebeu uma proposta da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), através de uma mensagem, para conversar com o presidente Jair Bolsonaro e em troca ela iria fazer com que o presidente garantisse a indicação dele para o Supremo Tribunal Federal (STF). As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (14), pelo portal G1. A troca de mensagens aconteceu no dia 23 de abril, um dia antes de Sérgio Moro anunciar sua saída da pasta da Justiça e Segurança Pública.

Durante a conversa, Carla Zambelli diz a Moro que a saída dele poderá prejudicar o presidente. "Bolsonaro vai cair se o Sr sair". Moro responde informando a ela que já havia conversado com Bolsonaro. A deputada insiste e na sequência das mensagens Moro responde que não está “à venda”.

O material foi incluído no inquérito que apura se Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal. Parte das mensagens já havia sido divulgada por Carla Zambelli à imprensa, mas não na íntegra. 

Na noite desta quinta, o presidente Bolsonaro postou no Twitter uma mensagem entre Zambelli e Moro de 24 de abril, destacando que estava autorizado pela deputada a divulgar. "Devidamente autorizado pela Deputada @CarlaZambelli38 divulgo mensagem trocada entre ela e Sérgio Moro no dia 24/abril (lembro que Moro divulgou para a TV Globo, outra conversa tida com Zambelli sem autorização da mesma)".

Quando anunciou demissão do de ministro, no dia 24 de abril, Moro disse que Bolsonaro interferiu na PF ao demitir o então diretor-geral do órgão, Maurício Valeixo, e insistir na troca do comando da PF no Rio de Janeiro

Na ocasião, o presidente fez um pronunciamento sobre o caso, onde negou as acusações e afirmou que Moro queria aceitar a mudança de Valeixo apenas em novembro. Conforme o presidente, o ex-ministro gostaria de ser indicado ao STF.

 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de política?