Concurso da PRF registra mais de 303 mil pessoas para seleção com 1,5 mil vagas

Processo seletivo teve aumento de 134,60% se comparado ao último certame, realizado em 2018. Salários chegam a R$ 10,3 mil

Agentes da Polícia Rodoviária Federal
Legenda: Concurso será de abrangência nacional, sendo ofertadas ao agentes as oportunidades de lotação de acordo com a necessidade do serviço e o interesse público.
Foto: divulgação/PRF

O concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, ao todo, 303 mil inscritos para 1,5 mil vagas, conforme publicação do órgão nas redes sociais. Assim, a concorrência da seleção conta com 202 candidatos por oportunidade. Com jornada de 40 horas semanais, os salários chegam a quase R$ 10,3 mil, incluindo auxílio-alimentação.

Postagem da PRF sobre concurso
Legenda: Quantidade de inscritos foi divulgada nas redes sociais.
Foto: reprodução/Instagram

Em relação ao último concurso da PRF, realizado em 2018, houve aumento de 134,60% no número de candidatos. Na época, o processo seletivo teve 129.152 inscrições para agentes do órgão.

A relação completa de inscritos confirmados deve ser disponibilizada no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). A lista deve ser dividida por região.

A divulgação do número de inscritos ocorre quatro dias depois do adiamento das provas, que aconteceriam no dia 28 deste mês. O exame foi transferido para o dia 9 de maio em razão do aumento dos casos de Covid-19 no País.

Os locais de prova estarão disponíveis para consulta na data provável de 30 de abril. No entanto, as demais datas do cronograma serão divulgadas provavelmente na próxima segunda-feira (22).

Detalhes sobre o concurso

O concurso, com 1,5 mil vagas, requer que candidatos tenham nível superior em qualquer área e possuam carteira nacional de habilitação tipo B ou superior. A idade mínima para concorrer no exame é de 18 anos, e a máxima, de 65. Podem participar pessoas de ambos os sexos.

A seleção prevê 1.175 vagas para a ampla concorrência, 300 voltadas para cotas raciais e 75 para pessoas com deficiência (PCDs).

Quero receber conteúdos exclusivos do Papo Carreira