Pacientes relatam lotação e falta de médicos na UPA da Messejana; veja vídeo

Unidade afirma que demanda tem crescido nos últimos dias devido à suspensão de atendimentos em hospitais das proximidades

Escrito por Lígia Costa, ligia.costa@svm.com.br

Metro
Vários pacientes sentados na sala de espera da UPA
Legenda: Pacientes denunciam falta de informação e lentidão no atendimento
Foto: Reprodução

Aglomeraçãofalta de médicos e de informações foram relatadas por pacientes que se dirigiram à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Messejana, neste sábado (18). 

Vídeos enviados ao Diário do Nordeste mostram a área de recepção/acolhimento da unidade lotada, com adultos e crianças aglomerados.

A dona de casa, Nilda Silva, de 41 anos, foi à UPA em busca de atendimento médico para o filho, de apenas três anos. O menino apresenta sintomas gripais e se recusa a se alimentar há cerca de duas semanas. 

VEJA REGISTROS DA AGLOMERAÇÃO:

Nilda conta que chegou à unidade por volta do meio-dia, mas resolveu ir embora às 16h, pois não havia nenhuma perspectiva de ser atendida.

Segundo ela, de manhã, havia apenas um médico no local e, à tarde, o atendimento estava lento, voltado apenas aos pacientes que chegaram mais cedo. 

"Eles lá não dão nenhuma informação. O pessoal está lá todo revoltado, um monte de adulto e criança todos misturados, adultos tossindo em cima das crianças. Está horrível", critica, endossando que nunca havia visto a UPA de Messejana tão lotada.   

Além do filho, Nilda foi à unidade acompanhada da cunhada, que sofre com crises de fibromialgia. Ela também não foi atendida e precisa de uma prescrição médica para ter acesso aos medicamentos.

"Eu sempre levei ele [filho] pra lá e o atendimento foi favorável, mas hoje foi decepcionante. Se ele que é criança não foi atendido, imagine a minha cunhada". 

UPA da Messejana

Em nota enviada ao Diário do Nordeste, a UPA de Messejana informou que alguns hospitais das proximidades não vêm realizando atendimento de pediatria.

Por isso, nos últimos dias, a própria direção da unidade vem percebendo um aumento na busca por atendimento no local, sobretudo de crianças. 

Ainda conforme a UPA, neste sábado, a equipe conta com pediatra e clínico geral, mas "providências já estão sendo adotadas" para suprir a "nova demanda".

"Prezando pela qualidade do atendimento, a direção da unidade mantém a transparência com seus pacientes ao informá-los sobre a equipe de plantão do referido dia e realizando cobertura de escalas", somou.