Novo hospital de campanha oferece 44 leitos em Fortaleza

A unidade foi construída no estacionamento do Hospital Unimed, no bairro de Fátima, para atender pacientes com suspeita de coronavírus. Equipes multidisciplinares extras darão suporte aos pacientes internados

Legenda: A unidade foi inaugurada no último domingo (29) e possui 720 metros quadrados
Foto: Foto: Kid Junior

Com o avanço da demanda por internações em Fortaleza, seguindo o avanço do coronavírus, novas estruturas de saúde são montadas como medidas emergenciais. É o caso do hospital de campanha recém-instalado no estacionamento do Hospital Unimed, que oferece 44 leitos de internação ou medicação.

A nova unidade está situada no bairro de Fátima e foi inaugurada no último domingo (29). O atendimento será realizado por equipes multidisciplinares que trabalham na Emergência da estrutura principal da Unimed. O hospital de campanha possui um espaço de 720 metros quadrados, que inclui área de triagem para atender pacientes com suspeita de coronavírus.

"A gente preparou a unidade antes de ser necessário usar. Nesse momento, ainda não precisamos dele, porque nosso Hospital ainda tem condição de receber pacientes", esclarece Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza. "Estamos tentando nos antecipar a um quadro que a gente acredita que vai acontecer".

Ele explica que ainda faltam insumos e respiradores para a nova instalação. Uma vez que os leitos comuns do Hospital Unimed podem ser transformados em leitos de UTI com maior facilidade, caso a estrutura esteja operando em sua capacidade máxima, os pacientes que não precisarem de atendimento em unidade de tratamento intensivo passarão a ocupar o hospital de campanha.

"A estrutura já está integrada. A gente conseguiu transformar em uma estrutura só, mas dentro do Hospital Unimed, estamos aumentando os leitos de UTI e de enfermaria, também", afirma Elias Leite.

No próprio Hospital Unimed, será feita uma redistribuição dos leitos já existentes. Das 336 vagas atuais, 100 serão destinadas inicialmente para internação em unidade aberta e 22 para UTIs, com objetivo de cuidar dos pacientes diagnosticados com a Covid-19. Caso seja necessário, serão disponibilizados mais leitos.

Até ontem (3), a unidade estava atendendo aproximadamente 25 pacientes com coronavírus em leitos comuns, entre confirmados e suspeitos, e outros 21 em UTIs. "Agora com o hospital de campanha e com as mudanças que estamos fazendo internamente no Hospital Unimed, a gente consegue chegar a 480 leitos", pontua o presidente.

Procedimentos

As unidades assistenciais da rede tiveram seu funcionamento alterado, em conformidade com orientação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), do Governo do Estado do Ceará e do Ministério da Saúde, para se adequarem à política de enfrentamento à pandemia.

Embora as cirurgias eletivas tenham sido suspensas, a princípio, até o dia 7 de abril, foram mantidas as cirurgias nas especialidades de Neurologia, Cardiologia e Oncologia, bem como as cirurgias de urgência, visando à segurança dos pacientes em situação crítica.

Nas UTIs, está sendo permitido apenas um visitante por dia. Nas demais unidades, não são permitidas visitas. No que diz respeito à política de acompanhantes, é permitido também apenas um para cada paciente, com uma troca por turno. As visitas não são permitidas em unidades de atendimento a pacientes com suspeita da Covid-19. Já as terapias assistenciais estão suspensas até o dia 30 de abril, uma vez que os terapeutas estão em ações voltadas aos colaboradores que atuam na linha de frente.

"Nós nunca passamos por uma situação como esta. Temos um comitê de crise para lidar com a pandemia e estamos muito focados. Não estamos fazendo nada eletivo nas nossas unidades, e toda a estrutura está voltada para atendimentos de emergência, urgência e suspeitas de coronavírus", relata Elias Leite.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados