Máscaras de algodão produzidas em casa podem ajudar no combate ao novo coronavírus

O Diário do Nordeste conversou com uma especialista que pontuou as principais recomendações para fazer o equipamento em casa de forma segura e eficaz

Na última quarta-feira (1º), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, recomendou a produção caseira de máscaras de pano como barreira contra o coronavírus. O Diário do Nordeste conversou com uma especialista e pontuou as principais recomendações para fazer o equipamento de segurança em casa.

A professora Lígia Kerr, do Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), ressalta que, inicialmente, deve-se ter cuidado com os tecidos escolhidos para produção da máscara. "Um que tenha porosidade muito grande não vai impedir a passagem das gotículas", alerta.

Coronavírus: encomendas de máscaras caseiras disparam e empreendedora amplia produção

Tecidos de algodão e sintéticos de fibra são os mais recomendados para utilizar, já que além de ter espaços menores para a passagem das gotículas, eles secam mais rapidamente.

Lígia alerta ainda para o uso do "pano perfex" para a produção das máscaras. Segunda a profissionais, eles têm poros muito grandes e "um tecido muito fino que não funciona como barreira", explica.

Além de tecidos, há vídeos na internet ensinando a fazer uma máscara caseira com um sutiã de bojo. Conforme a professora Kerr, a alternativa é válida, mas deve-se ter cuidado na hora que for ajustar o equipamento no rosto. "Talvez o bojo não permita uma aderência tão boa em todos os rostos, é importante que não fique muitos espaços nas laterais", adverte. 

Cuidados com a máscara

Após a produção da máscara, é ideal manter uma rotina de cuidados com o equipamento de uso individual. A professora de medicina ressalta que elas devem ser trocadas a cada três horas. Além disso, depois do uso, a máscara deve ser lavada com água e sabão. "Deixa secar com o sol, já que o vírus é sensível", relata.

2,5 milhões de máscaras devem ser produzidas por costureiras e cooperativas com apoio da Prefeitura

Por estar em contato com as gotículas diretamente, deve haver muito cuidado também na hora de manuseá-la."Cuidados com a máscara são muito importantes. Você não pode colocar a máscara e ficar mexendo nela, pois vai ficar infectada com as gotículas. O certo é lavar a mão, mexe na máscara e depois lava a mão de novo para não ficar com a mão infectada", ressaltou a professora.

As máscaras devem cobrir do nariz ao queixo. Desta forma, ter as dobras no meio auxilia na hora de retirar o equipamento do rosto sem tocá-lo dirtamente.

Uso das máscaras

A professora de medicina pontuou que as máscaras cirúrgicas ou N95, que oferecem maior proteção, devem ser deixadas para o uso dos profissionais da saúde. Kerr também defende que todos devem utilizar as máscaras quando precisarem sair de casa. De acordo com a médica, quando todos estão utilizando o equipamento - não só quem tiver sintomático - as chances de transmissão são menores.

"Cerca de 80% das pessoas infectadas por coronavírus estão assintomáticas ou pré-assintomáticas, elas vão desenvolver a doença ainda, mas já estão transmitindo. Ou seja, você se proteger de outra pessoa e protege outro. Você reduz a quantidade de contaminação", finaliza.

Tutorial para fazer máscara caseira (por Babiana Hassegawa do @babihatelie)


Categorias Relacionadas