Hospital de Campanha do PV será desmontado a partir desta segunda (21)

Secretaria da Saúde do Município afirma que os equipamentos comprados serão realocados em outras unidades de atendimento em Fortaleza

Legenda: Maria José da Silva, de 77 anos, foi a milésima pessoa a receber alta no Hospital de Campanha do Estádio do PV
Foto: Natinho Rodrigues

A partir desta segunda-feira (21), a Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS) inicia o processo de desativação do Hospital de Emergência do estádio Presidente Vargas. Com 280 leitos, a unidade foi inaugurada no dia 18 de abril e foi montada para atender pacientes com Covid-19. Contabilizou 1.239 atendimentos. Destes, 1.025 pacientes tiveram alta. O hospital não registra uma nova internação (diagnóstico) desde o dia 1º agosto.

Os equipamentos utilizados no hospital serão distribuídos entre as unidades de saúde da rede municipal. Construído em 25 dias, tempo considerado recorde pela gestão, a estimativa do tempo de retirada da estrutura não foi informada. Por não receber novos casos há 20 dias, a SMS entende que o momento é seguro para desativá-lo. "Os atuais dados epidemiológicos e assistenciais na Capital nos dão essa certeza", enfatizou a secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel.

Em nota, a gestora afirmou que o hospital foi importante para as ações de atendimento e para a população de Fortaleza. Segundo Joana Maciel, foi positivo o fato de o espaço ter sido construído quando a cidade necessitava ampliar os serviços de saúde na pandemia.

"Quando chegamos ao pico da pandemia, contamos com a nova estrutura. Nós praticamente construímos uma rede hospitalar do tamanho do que a cidade já tinha, somando os leitos do hospital de campanha do PV com os leitos do IJF2, com a rede assistencial nas UPAS e nos postos de saúde", declarou.

Na capital cearense, a rede hospitalar municipal foi reestruturada. Isso possibilitou a criação de 791 leitos específicos para atender os portadores da Covid-19.

Mortes por Covid-19 em Fortaleza

O Hospital de Campanha instalado no estádio Presidente Vargas teve foco em leitos de terapia intensiva. No mês de abertura, o Hospital Emergencial de Campanha recebeu 649 pacientes diagnosticados com a Covid-19. Desse total, 403 enfermos receberam alta.

Fortaleza continua sendo a cidade com maior concentração viral no Estado. Conforme dados catalogados nos equipamentos de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde) e da rede privada, e divulgados diariamente pelo portal de transparência da Saúde do Ceará IntegraSUS, o município contabilizou 187.374 mil casos notificados. Um total de 48.186 mil casos foram confirmados e 37.284 pessoas foram recuperadas. Foram registrados 3.837 óbitos.

Gramado

A Prefeitura confirmou que a praça esportiva receberá um novo gramado e sistema de drenagem com padrão de Copa do Mundo para ser entregue definitivamente à prática esportiva e aos jogos de futebol profissional.

A previsão é que o projeto saia da Secretaria de Infraestrutura e seja encaminhado à Central de Licitações da Prefeitura de Fortaleza (CLFor) até o fim de setembro. O processo licitatório, caso não haja recurso, deve ser concluído em cerca de dois meses. Já a execução, de cinco a seis meses.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza