Feiras do Mercado dos Pinhões e Lagoinha são encerradas nesta sexta-feira (20) 

A ação foi realizada como medida de enfrentamento ao coronavírus 

Escrito por Bárbara Câmara,

Metro

Em mais uma ação de cumprimento ao decreto publicado ontem (19) pelo Governo do Ceará, as feiras públicas do Mercado dos Pinhões e da Lagoinha foram encerradas na manhã desta sexta-feira (20) como medida de enfrentamento ao coronavírus. 

Somente no Mercado dos Pinhões, atuavam aproximadamente 40 comerciantes. O encerramento foi conduzido pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), que alertou aos feirantes para desmontarem as barracas e suspenderem as atividades nos locais. 

O funcionamento das feiras está suspenso até o fim do mês de março, conforme o Decreto nº 33.519/2020, que contém as instruções para o fechamento do comércio em todo o Estado. “É um trabalho de orientação, a princípio, e as pessoas estão dispostas a entender”, avalia o diretor de operações da Agefis, Neuvani Vasconcelos. 

As feiras da Parangaba e da Beira Mar também devem ser encerradas nos próximos dias. “Estaremos na Parangaba amanhã para já evitar a montagem. A partir do meio-dia, vamos ter equipes da fiscalização lá. Já entramos contato com todas as Secretarias Regionais para saber quais são os pontos de maior dificuldade para o encerramento”, afirma. 

Apreensão 

Ainda hoje (20), 23 itens foram apreendidos durante a fiscalização de venda irregular de álcool em gel no Centro de Fortaleza. A Agefis encontrou o produto em recipientes de 50 ml, 500 ml e 1 litro, e o vendedor foi autuado por praticar comércio ambulante em via pública sem autorização municipal. 

Alguns dos produtos, segundo o diretor de operações, estavam sem rótulo. A Agência enfatiza que o álcool em gel comercializado em embalagens sem a rotulagem do fabricante deve ser dispensado pelos consumidores. Ao todo, 122 estabelecimentos foram fiscalizados e 43 foram notificados até a última quarta-feira (18). 

Para denunciar casos desse tipo, a população pode utilizar o aplicativo Fiscalize Fortaleza (disponível para Android e iOS), o site Denúncia Fortaleza e o telefone 156. Reclamações e denúncias também são recebidas pelo aplicativo Procon Fortaleza.

Assuntos Relacionados