Fácil para uns, difícil para outros: primeiros candidatos a deixar locais de Enem avaliam provas

Avaliação de matemática foi considerada pela maioria dos candidatos como fácil

Legenda: Matheus dos Santos Andrade Albuquerque, de 19 anos,classificou a prova de matemática como a mais fácil.
Foto: Foto: Gioras Xerez

Os primeiros candidatos a deixar os locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Fortaleza, na tarde deste domingo (10), têm opiniões divergentes na avaliação das matérias. Matemática foi uma das elogiadas, já química e física foram classificadas como difíceis.

Entre os que aprovaram a prova de exatas está Matheus dos Santos Andrade Albuquerque, de 19 anos, que fez o Exame no Colégio Estadual Justiniano de Serpa, no Centro, e terminou por volta das 15h39. Ele afirma que matemática foi mais tranquila do que ele esperava. Já ciências da natureza “foi um pouco complicada mas deu para responder”, disse. No geral, o estudante achou melhor do que domingo passado, quando foi realizada a primeira etapa do Exame.

Matheus cursa educação física em uma faculdade particular e fez o Enem com o objetivo de conseguir pontos suficientes para entrar em uma universidade federal.

Legenda: Edilton José, de 27 anos, fez o Enem pela quinta vez e não gostou da prova de física.
Foto: Foto: Gioras Xerez

Outro candidato que também se surpreendeu positivamente com matemática foi Edilton José de 27 anos, que fez o Enem pela quinta vez. Mesmo experiente no Exame, Edilton não gostou da prova de física e justifica que não se preparou bem nesta área.

Ex- aluno de administração e projeto gerenciais, Edilton agora tenta retomar o primeiro curso. Ele concluiu a prova às 15h50 e também fez  no Colégio Estadual Justiniano de Serpa.

O estudante do curso técnico profissionalizante de saúde bucal, João Victor Mareiro Martins, fez o Exame na Universidade de Fortaleza pela segunda vez e foi um dos primeiros a sair no local, às 15h52. 

O candidato avaliou a prova como fácil. “A prova estava incrível! Eu sinceramente acho que me destaquei. O pessoal se impressiona porque eu saio rápido, mas é minha técnica de estudo, apostar no raciocínio rápido e ter respostas”, explica. Ao contrário dos outros dois, João Victor considerou matemática como a mais difícil. 

Já a estudante do segundo ano do ensino médio da Escola Telinha Barbosa,  Deisyane Victória, a prova do Enem estava bastante difícil, principalmente as questões de química e física.

É a primeira vez que a jovem participa do concurso e fez com o objetivo de treinar. Ela tem interesse em cursos das áreas de humanas, mas ainda não definiu para qual curso irá tentar no Enem de 2020. Deisyane Victória deixou o local de prova, a Unifor, por volta das 15h58.

Você tem interesse em receber mais conteúdo da cidade de Fortaleza?