Exercícios em casa: prática segue como opção viável para se manter em forma

Desde o início da pandemia, as atividades físicas domésticas se tornaram alternativa para afastar o sedentarismo. Especialista explica quais cuidados tomar e a importância de contar com um profissional da área

Escrito por Projeto - Não é Hora de Relaxar,

Metro
Legenda: É importante seguir orientações de profissionais da educação física
Foto: Syda Productions/Shutterstock

Disciplina, rotina bem estabelecida e cuidado com os exercícios. Dicas que se aplicam a qualquer atividade física, mas que em tempos de pandemia são ainda mais necessárias para quem pratica ou deseja iniciar exercícios em casa. Apesar de as academias e outros ambientes estarem liberados para uso, manter as atividades em casa é uma estratégia viável e acessível para o período atual. 

De acordo com Sérgio Franco, profissional de educação física, fisioterapeuta e professor universitário, antes de iniciar qualquer programa de exercícios físicos, é importante realizar um check-up médico, “principalmente após os 30 anos”, comenta. 

Desde março de 2020, o uso de vídeos pelo Youtube, publicados e criados em diversos canais, tem auxiliado a população a se manter em forma. Contudo, Sérgio reforça que é preciso certificar-se que os exercícios são ministrados por um profissional de educação física. A mesma indicação vale para o uso de aplicativos, que estão disponíveis em grande variedade para smartphones. 

“Um programa de treinamento que pode ser realizado em casa, com objetivos de melhorar o condicionamento físico, contribuindo com a saúde e a qualidade de vida das pessoas, deve conter exercícios que melhorem a força, a flexibilidade e a capacidade aeróbica”, explica Sérgio. O profissional destaca alguns tipos de exercícios para diferentes objetivos. 

Para melhorar a força

  • Agachamentos
  • Apoio de frente
  • Barra fixa

Para melhorar a flexibilidade

  • Sentar com os joelhos em extensão e lentamente procurar tocar com as mãos os dedos dos pés.

Para melhorar a resistência aeróbica

  • Caminhar ou correr na esteira, pedalar na bicicleta ou elíptico.

Acompanhamento profissional

Caso haja a opção de contratar um profissional da educação física, Sérgio ressalta que a prática traz mais benefícios para o indivíduo, além de um acompanhamento especializado. Entre as vantagens, ele destaca: avaliação física, auxílio na escolha dos equipamentos, prescrição na intensidade e volume do treinamento e avaliação e reavaliação dos resultados. 

Assuntos Relacionados