Dezenas de pessoas se reúnem para fazer orações em prol da Amazônia, no Parque do Cocó

Aproximadamente cem pessoas foram ao Parque do Cocó, neste domingo (25), para realizar orações e, assim, enviar vibrações positivas para a floresta

Legenda: Homens, mulheres e crianças participaram do ato. "Sinto muito Mãe Terra, me perdoa Mãe Terra", foram os cânticos dos manifestantes
Foto: José Leomar

Tambores e os maracás ressoaram no Parque do Cocó, em Fortaleza, onde aproximadamente cem pessoas, na tarde deste domingo (25), se reuniram para se manifestarem em prol da Amazônia. Homens, mulheres e crianças fizeram um grande círculo e realizaram orações para enviar vibrações positivas à floresta na ação ecumênica. "Sinto muito Mãe Terra, me perdoa Mãe Terra", cantam os participantes do ato.

O psicólogo Luis Fernando Morais, um dos organizadores do evento, afirma que o objetivo principal do encontro é a união de muitos grupos espirituais para realizar orações pela Mãe Terra e pela Amazônia. "Vamos cantar, tocar tambor, meditar, vibrar, produzir uma vibração energética para que o planeta possa receber essa sinalização, que nos somos filhos da Terra, que amamos a Terra e que queremos que ela fique bem", ressalta.

O objetivo é muito a oração, a oração pela Amazônia, vibração positiva pela Amazônia, pela mãe terra, a reverência a mãe terra. É o nosso grande objetivo.

Uma das participantes da roda de orações foi a freira Kailla Rafaela. Para a religiosa, a união das pessoas é fundamental para chamar atenção da sociedade para os problemas ambientais. Além disso, ela destaca a importância da coletividade na causa." Não podemos ficar cada um no seu lugar, devemos ficar mais unidos. Embora diferentes nos temos que nos unir pelo que é comum. Pela paz, pela justiça de todos os povos, pelo meio ambiente, pela natureza", afirma.

"É um momento que representa união. Com tudo isso que vem acontecendo, a gente sentiu que hoje era o momento para celebra com vida pela Amazônia, pelo sagrado feminino", explica Thaís Monasterio, uma das participantes do evento. "Nos fazemos parte de um todo. A mente positiva faz com que as coisas vibrem positivamente, quando é negativa acontece o que aconteceu com a Amazônia. Uniram mentes negativas sem pensar no que a Terra oferece, sem pensar que também prejudica os filhos, os netos", completa outra manifestante, Fátima Colares, sobre o objetivo das orações pela floresta.

Durante a manifestação, os presentes realizaram meditações e ressoaram os tambores. Além disso,  cantaram em uníssono palavras de perdão e de amor pela Amazônia. "Eu sou profundamente grato, Mãe Terra. Eu amo muito você, Mãe Terra. Gratidão, gratidão".


Assuntos Relacionados