Comunicado: Informações falsas

A vacina contra a Covid-19 ainda nem ficou pronta e já alimenta debates não apenas sobre a eficiência dela, mas também sobre os efeitos colaterais que estão fora da realidade. A imprensa precisou explicar nesta semana que a vacina não causaria câncer, danos genéticos ou mudança na orientação sexual. Os esforços para propagação de informação falsa estão a todo vapor, em todas as redes e atingindo um público que começa a ter receio das consequências da pandemia, mesmo a imprensa tradicional tendo, todos os dias, trabalhado para melhor informar o grande público. Pesquisas, inclusive, têm mostrado a queda no interesse de brasileiros em tomar a vacina quando ela estiver apta a ser aplicada. É um cenário preocupante, tendo em vista a necessidade de uma medicação urgente e eficiente que traga de volta a rotina da população mundial, resgatando a economia.

Novos testes

Fortalezenses serão examinados a partir de terça-feira (3) na quarta fase do inquérito soroepidemiológico da Covid-19. Um estudo vai estimar o percentual de pessoas que desenvolveu anticorpos da doença na Capital. A população de 112 bairros será testada. A ação é resultado de parceria entre o Governo do Ceará, a Secretaria da Saúde de Fortaleza, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Opnus. Ao todo, serão realizados 3.300 testes.

Pesquisa

Os profissionais aplicam um questionário com informações sobre sexo, idade, escolaridade, condições de saúde e possíveis sintomas que o cidadão tenha sentido recentemente. Todas as amostras coletadas serão analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz, que fica localizada no Eusébio. A quarta etapa conta com a participação de 250 profissionais da saúde e de apoio treinados pela Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP).

Cuidado

Falando em pandemia, abrimos hoje mais um feriadão que se estenderá até o Dia de Finados, na segunda-feira. Com o relaxamento social, é esperado que cearenses viajem principalmente para as áreas litorâneas para lazer e descanso. Pousadas e hotéis na região praiana já estão lotados e a promessa é de superlotação neste fim de semana. É preciso mais responsabilidade e cuidado para que a tal segunda onda de transmissão da Covid-19 por aqui não seja consolidada, conforme suspeita o Comitê Científico do Consórcio Nordeste.

Recomendações

O Ministério Público Eleitoral recomendou que a Prefeitura de Aracoiaba não distribua nem permita a distribuição de bens, valores ou benefícios à população até o próximo dia 15 de novembro, que é a data da eleição municipal. São exemplos de itens de distribuição vedada pela legislação: dinheiro, alimentos, materiais de construção, pagamento de contas de luz ou água, dentre diversos outros. Parece óbvio que gestores públicos não podem oferecer benefícios em período de eleição, mas na prática nem tudo que é óbvio é cumprido.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados