Cerca de 65 mil pessoas prestigiaram a programação do Sana 2019

O evento reuniu uma série de atividades voltadas aos fãs da cultura pop e "geek". Houve recorde de público na abertura, e o encerramento foi marcado pelo desfile de cosplays e competição de K-pop

Legenda: A presença dos "cosplayers" foi uma das principais atrações do Sana 2019: evento é agenda obrigatória para os fãs da cultura pop e "geek"
Foto: FOTO: Thiago Gadelha

A força da ficção faz o nome e a história do Sana. Megaevento de cultura pop e "geek" de Fortaleza, o festival teve o encerramento de mais uma edição neste domingo (14), no Centro de Eventos do Ceará.

Na programação, o público pôde conferir, em três dias, a presença dos "cosplayers" (representação da caracterização de um personagem) e uma série de atividades voltadas aos fãs de animes, séries, games, dentre outras manifestações da cultura nerd.

Segundo Ricardo Busgaib, diretor do evento, cerca de 65 mil pessoas circularam pelo Sana 2019. Para a organização, o primeiro dia de programação - normalmente o mais fraco de público - teve uma presença surpreendente. Na última sexta (12), em torno de 15 mil pessoas estiveram no Centro de Eventos, com o auxílio de escolas. "Em termos de abertura, foi um recorde para nós", destacou o diretor.

No encerramento, no início da tarde de ontem, os cosplayers se reuniram para o "Desfile Cosplay" - concurso de melhor caracterização do Sana 2019. E os dançarinos de K-pop também competiram, disputando uma viagem para Seul, na Coreia do Sul.

A estudante Lana Praça, 15, trajava o cosplay de InuYasha - personagem de uma famosa série japonesa. Ela elogiou a edição deste ano, por conta do movimento de "retorno" de algumas atrações. "Principalmente a sexta, agora, está mais parecida com o Sana de antigamente", recapitula.

Já a princesa Merida, personagem do filme "Valente", inspirou o cosplay da estudante Bruna Novais, 19. Ela visita o Sana desde 2013 e, em 2019, escolheu o domingo para não deixar passar em branco o costume. "Estou muito feliz porque está bem melhor do que a edição passada. No segundo andar, eles voltaram com o RPG, os filmes", conta.

Bruna posava para fotos ao lado de crianças e adolescentes curiosos com sua caracterização. "Acho fofinho, porque as pessoas têm vergonha de falar. Mas quando alguém vem falar os outros tomam coragem (risos)", diverte-se.

Vestida de "Loki", dos Vingadores, Francisca Gleiciane, 36, é uma veterana do Sana. Presente em 11 edições, ela explica que a sua caracterização foi toda encomendada.

Em outras edições do Sanas, se vestiu de Super Girl, personagens de animes, princesas da Disney. E, mesmo com toda a experiência, nem pensa em parar.

"Ser cosplay é lidar com o carinho do público, a gente se sente como se fosse mesmo o personagem. Espero continuar fazendo sempre", vislumbra.


Categorias Relacionadas