Ceará investe R$ 72 milhões para fomentar políticas públicas de assistência social no Estado

As medidas englobam construção de novos (Cras), doação de carros às cidades, entrega de equipamentos de informática aos Centros de Referência, entre outras

Mulher sendo atendida por funcionário do Cras em Fortaleza. Os dois estão sentados e usando máscaras de proteção facial
Legenda: A ideia é criar critérios e ações compartilhados com os municípios para conquistar avanços na área
Foto: Fabiane de Paula

O Governo do Ceará anunciou na segunda-feira (27), em solenidade no Palácio da Abolição, a criação de um pacto para fomentar as políticas públicas voltadas para a assistência social. Serão investidos mais de R$ 72 milhões para fortalecer o Sistema Único do setor nas 184 cidades do Estado, de acordo com o governador Camilo Santana.

Ele afirmou que, assim como o Ceará fez em outras áreas, a ideia é criar critérios e ações compartilhados com os municípios para conquistar avanços na área.

“É uma rede que precisamos fortalecer com indicadores, dados e números para poder planejar, avaliar e monitorar. Nada se faz sem ter informação. Ela é a base de tudo para que a gente possa construir o futuro, as ações e as políticas públicas. A ideia desse pacto é essa construção”, disse o chefe do Executivo estadual.

O pacto traz uma série de benefícios, como:

  • Construção de novos Centros de Referência em Assistência Social (Cras);
  • Doação de carros às cidades;
  • Entrega de equipamentos de informática aos Cras;
  • Contratação de agentes sociais;
  • Criação do Big Data Social;
  • Ampliação do cofinanciamento;
  • Lançamento do Prêmio Referência Social.

Camilo Santana falou sobre a importância dos municípios nesse pacto e os convidou para que, juntos, trabalhem na melhoria de vida daqueles que mais precisam.

“É importante que a gente garanta a redução da desigualdade. O Estado é apenas o indutor, ele estimula a política e apoia, mas são vocês que estão lá na ponta fazendo esse trabalho”, pontuou.

Ampliação de recursos e estrutura

O Governo do Ceará já tem mais de R$ 900 milhões investidos em programas e ações de proteção social. Com o pacto, serão, inicialmente, mais R$ 72 milhões.

Segundo o presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece) e prefeito de Chorozinho, Júnior Castro, o pacto às cidades será fundamental no momento que o país atravessa.

“Vamos melhorar cada vez mais a assistência em nossos municípios, pois ela vem passando por dificuldade pela falta de financiamento dos programas federais. Os municípios que se encontram na ponta ficam desse jeito, tendo em vista que a gente não tem outra opção", destacou.

Evento-teste

A solenidade de lançamento serviu como um dos eventos-teste do Governo do Ceará na retomada gradual dos eventos por causa da pandemia de Covid-19.

Governador Camilo Santana fala sobre a iniciativa de assistência social durante evento-teste no Palácio da Abolição
Legenda: Governador Camilo Santana fala sobre a iniciativa durante evento-teste no Palácio da Abolição
Foto: Divulgação/Governo do Estado do Ceará

Na ocasião, cada participante apresentou a comprovação de que estava com o ciclo de vacinação completo ou o teste negativo para a doença realizado 48 horas antes da solenidade.

Além disso, a organização disponibilizou álcool em gel e organizou os assentos respeitando o distanciamento social seguro e a capacidade máxima para locais em espaço aberto, que é de até 400 pessoas.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza