Canhão de três metros é encontrado durante escavações nas obras da Estação João Felipe

Equipamento recebe obras da criação do completo cultural Estação das Artes

Peça foi encontrada em terreno na Estação João Felipe
Legenda: Peça foi encontrada em terreno na Estação João Felipe
Foto: Copam/Secult

Trabalhadores em obras na Estação João Felipe encontraram um canhão enterrado em área interna do equipamento público. Nesta quinta-feira (9), uma arqueóloga do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) foi acionada para avaliar a peça.

Atualmente, a Estação João Felipe recebe intervenções para criação do complexo cultural Estação Artes. Segunda a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), a área onde foi encontrada a peça está isolada para uma melhor avaliação do Iphan.

Parte de trás do canhão encontrado na Estação João Felipe
Legenda: Parte de trás do canhão
Foto: Copam/Secult

O órgão estadual chegou a produzir, por meio da Coordenadoria do Patrimônio Cultural e Memória (Copam), um relatório com informações técnicas do achado.

"Canhão de modelo não identificado com 3,20 m de comprimento e calibre 14,5 cm. O objeto encontra-se em um estado corrosivo generalizado. Há marcas circulares nas suas laterais. Não há base e nenhuma parte acessória", diz o laudo do Copam.

Obras

Obras da Estação das Artes
Legenda: Obras da Estação das Artes
Foto: Reprodução/Instagram

A Estação das Artes, que terá 67.000 m², está sendo construído na área da antiga Estação Ferroviária João Felipe e contará com requalificação de todo o entorno, através da interligação com equipamentos como o Passeio Público e o Centro de Turismo (Emcetur).

O equipamento terá o Mercado das Artes, a Pinacoteca do Estado, mercado gastronômico, salas de exposição, biblioteca, museu e as sedes da Secult e do Iphan.

O empreendimento vai garantir uma importante reocupação do Centro da Cidade, estimular a economia e tornar a arte mais próxima e acessível para a população.

Preservação

Fachada da Estação João Felipe
Legenda: Fachada da Estação João Felipe
Foto: Divulgação/Secult

O projeto da Estação das Artes prevê a conservação da arquitetura da Estação João Felipe, de características neoclássicas. Alguns blocos passaram por estudo de prospecção histórica em 2020, no intuito de classificá-los em termos de restauração.

“Existiam alguns equipamentos que estavam comprometidos estruturalmente, onde foram realizados projetos de recuperação dos galpões, do Casarão dos Engenheiros, são obras antigas e agora estão sendo restauradas, inclusive também a praça. A restauração vai ficar altamente moderna, sem deixar de fazer o cidadão voltar 60 anos atrás. Isso permitirá que o cearense possa retornar ao Centro da Cidade de forma mais confortável e atraente”, destaca o superintendente de Obras Públicas, Quintino Vieira.

Construído no terreno do extinto Cemitério São Casimiro, em 1880, o prédio foi inicialmente chamado Estação Central, recebendo o nome de Estação João Felipe somente em 1956, em homenagem ao cearense de Tauá, João Felippe Pereira, engenheiro e político.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza