Bicicletar será ampliado a partir de dezembro

A expansão visa implantar 120 novas estações do sistema de bicicletas compartilhadas em bairros mais distantes das regiões centrais de Fortaleza

Legenda: As demais fases da ampliação deverão ocorrer progressivamente conforme a chegada de novas bicicletas
Foto: FOTO: LUCAS MOURA

Prestes a completar 4 anos de existência, o sistema Bicicletar já vislumbra uma nova ampliação em seu futuro. As atuais 80 estações distribuídas pela Capital cearense devem ser elevadas à meta de 200 até o fim da gestão atual, conforme estimou o prefeito Roberto Cláudio durante uma coletiva realizada nessa quinta-feira (18).

A expansão do sistema deverá ser observada a partir de dezembro deste ano. A primeira fase do processo tem previsão de conclusão até fevereiro de 2019, e contempla a instalação de 25 novas estações do Bicicletar a serem distribuídas pelos seguintes bairros: Centro, Jacarecanga, Moura Brasil, Pirambu, Carlito Pamplona, Álvaro Weyne, Cristo Redentor, Floresta, Colônia e Barra do Ceará.

"Essa política deveria ser democratizada, então chegou a hora de outros bairros serem contemplados. Ajuda a saúde física de quem usa, e também melhora a qualidade de vida dos moradores de Fortaleza e a saúde do meio ambiente", afirma Roberto Cláudio.

As demais fases da ampliação deverão ocorrer progressivamente conforme a chegada de novas bicicletas, de acordo com o secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia.

A execução das instalações será possível devido à Lei 10.752, recentemente aprovada pela Câmara Municipal, que destina os recursos arrecadados pelo sistema de estacionamento rotativo Zona Azul às políticas cicloviárias.

"A gente vai continuar a expansão ao longo das avenidas Bernardo Manuel e Osório de Paiva, também ao longo dE Messejana e arredores. A área da Secretaria Regional I será quase que totalmente coberta, e seguiremos pelas Regionais III, V, parte da IV e a VI", destaca o prefeito.

Manutenção

Hoje, o sistema já soma mais de 2 milhões de viagens feitas. Em relação às recentes reclamações por parte de usuários do Bicicletar a respeito da falta de equipamentos nas estações, o prefeito Roberto Cláudio informa que a ausência devia-se ao período de manutenção das unidades. "Esse problema já foi sanado, estamos com o estoque completo de bicicletas", afirma.

Para o auditor hoteleiro Rocha Lima, porém, a manutenção ainda é uma questão a ser resolvida nas estações do Bicicletar. Ao se deslocar do Náutico até a Praça do Ferreira ele se depara com o sistema fora do ar. "Agora eu vou ter que me deslocar até outra estação, mas essa aqui deveria estar funcionando todos os dias. Eu liguei para um técnico do sistema, mas são 7 minutos de espera só pra ser atendido", diz.

Segundo ele, o ato de retirar a bicicleta vem acompanhado de receio. "É um sistema bom, a gente parabeniza, mas tem que ter uma manutenção melhor", afirma.

2.243.391 viagens foram realizadas no Bicicletar

O último registro foi feito às 13h da última quinta-feira (18). Com isso, mais de 812 toneladas de gás carbônico deixaram de ser emitidas

1,2 milhão de reais é o novo valor arrecadado

A quantia aproximada captada pelo estacionamento rotativo da Zona Azul será inteiramente revertida para as políticas cicloviárias

225 mil usuário estão cadastrados no sistema

A quantidade é a mais recente estimada pelo secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos do Município, Luiz Alberto Sabóia


Assuntos Relacionados