Atendimentos na emergência do IJF refletem lockdown, mas têm aumento com expectativa de abertura

As ocorrências mais comuns incluem motociclistas, ciclistas, pedestres e motoristas de automóveis

Foto IJF
Legenda: O lockdown seria a explicação para que emergências de quedas, engasgos, intoxicações e queimaduras estejam acontecendo em menores proporções
Foto: Arquivo

Durante os primeiros quinze dias do mês de abril, o Instituto Doutor José Frota atendeu 2.061 emergências, principalmente envolvendo condutores de motocicletas e ciclistas. O número corresponde a um aumento de 6,5% em comparação a primeira quinzena de março, com 1.935 ocorrências.

No mês passado, inclusive, as emergências tiveram uma redução de 15% em relação a março de 2020.  De acordo com a superintendente do hospital, Riane Azevedo, o motivo para o crescimento nos dados é a perspectiva de maior abertura do comércio.

“A gente acredita que, de certa forma, essa perspectiva de que vai abrir o comércio, que vai voltar as atividades, que vai sair dessa questão do lockdown, acaba que as pessoas ficam com essa ansiedade e elas já começam a se movimentar, começam a transitar mais, começam a sair de casa”, afirma. 

Considerando apenas os fins de semana, a média de emergências cumpria um padrão decrescente desde janeiro, quando houve 530 atendimentos. Em março, o número chegou a 375, mas subiu para 406 em abril.

As ocorrências mais comuns incluem motociclistas, ciclistas, pedestres e motoristas de automóveis. Sebastião Queiroz foi um dos pacientes que deu entrada no IJF neste mês após sofrer um acidente de moto quando ia visitar a namorada em Morada Nova. Por sorte, ele só quebrou o dedo da mão esquerda e teve escoriações. “Veio atravessando um cavalo e aí veio um carro que focou mesmo na minha cara. Aí eu baixei o farol, mas ele não baixou, aí aconteceu o acidente”, conta.

O lockdown seria a explicação para que emergências de quedas, engasgos, intoxicações e queimaduras estejam acontecendo em menores proporções. “As pessoas ficando em casa, elas cuidam mais dos idosos, cuidam mais das crianças e evitam maiores acidentes”, explica Riane. 

Leitos para Covid-19 

Até o momento, o IJF tem 80 leitos de UTI e 100 leitos de enfermaria destinados ao tratamento de Covid-19, porém, todos estão ocupados. Nesta quarta-feira (21), estarão disponíveis mais 10 leitos de UTI. A expectativa é que na próxima semana outros 10 leitos sejam liberados. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza