Apenas 4% do grupo prioritário foi vacinado contra a gripe na primeira fase da campanha no Ceará

O grupo prioritário deve buscar uma unidade básica de saúde do seu município até o dia 10 de maio para receber a imunização contra a influenza

gripe
Legenda: A campanha na Capital acontece em paralelo à vacinação contra a Covid-19
Foto: Thiago Gadelha

Até a sexta-feira (23), 133.143 mil pessoas receberam a vacina contra a gripe no Ceará, o que caracteriza apenas 4% do primeiro grupo prioritário de vacinação. A meta da pasta, segundo o orientador da Célula de Imunização da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), Roberto Wagner, é vacinar 90% de cada um dos cinco grupos prioritários.

Crianças de seis meses e menores de seis anos, indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e trabalhadores da saúde de todo o Ceará devem procurar os postos de saúde dos seus municípios até 10 de maio para realizar a imunização contra a influenza. A 23ª campanha de vacinação da gripe de 2021 segue até o dia 9 de julho.

“Em um cenário particular que vivenciamos de vacinação simultânea (influenza e Covid-19), precisamos unir esforços para o cumprimento da nossa meta”, afirma.
Roberto Wagner
Orientador da Célula de Imunização da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa)

Roberto pontua ainda que a atual situação pandêmica corrobora com o baixo índice vacinal contra a influenza no período. “A gente tá vivendo um quadro sanitário totalmente diferente dos outros anos. Muitas pessoas, às vezes, podem estar receosas de saírem de casa e de irem às unidades básicas para receber a imunização, mas seguimos incentivando esse público a tomar a vacina”.

“A gente espera que o número de vacinados seja crescente com o passar dos dias e com a amenização do quadro sanitário da Covid, pois temos, de fato, benefícios muito substanciais para as pessoas buscarem a imunização da influenza, como a redução de internações, complicações e óbitos decorrentes da doença”, continua.

Além disso, o orientador da Célula de Imunização da Sesa detalha que, no ano passado, a campanha contra a gripe teve uma cobertura de em média 97%. “O que nos faz acreditar que este ano também teremos uma cobertura satisfatória, acima do que o Ministério da Saúde recomenda, que é de 90%”.

O Ceará recebeu do Ministério da Saúde 762.400 mil doses do imunizante até o dia 23 de abril. Destes, foram distribuídos 760.380, que corresponde a 70% da meta de vacinação do período. No entanto, a quantidade de aplicações da vacina ainda está com um índice baixo. Foram aplicadas 93.159 doses em crianças; 16.813 em trabalhadores da saúde; 13.571 em gestantes; 3.560 em povos indígenas e 2.040 em puérperas.

Vacinação contra Covid-19 é prioridade

Além da vacinação contra a gripe que teve início no dia 12 de abril, também ocorre simultaneamente a vacinação contra a Covid-19, que teve início no dia 19 de janeiro. Por isso, a Sesa cobra maior atenção da população. É importante respeitar o intervalo de 14 dias entre as duas imunizações.

A pasta recomenda que a vacina contra a Covid-19 seja priorizada. Se a dosagem recebida é da CoronaVac, por exemplo, em que o intervalo entre uma dose e outra é de três semanas, é recomendado concluir a vacinação da Covid-19 para depois tomar o imunizante contra a gripe.

"Apesar das doenças serem distintas, não temos dúvida da importância de cada uma [das vacinas] dentro do seu escopo de imunização. No entanto, a vacinação da Covid tem uma priorização em relação à vacinação da influenza”, ressalta o orientador da Célula de Imunização Roberto Wagner.

Gripe e vacina

Devido às diferenças climáticas e geográficas do Brasil, podem ocorrer variações nas intensidades de sazonalidade da influenza e em períodos distintos nos estados, principalmente por a gripe ser uma doença sazonal e mais comum no período do inverno. 

Por isso, a pasta ressalta que a vacina utilizada no País em 2021 para o vírus é trivalente. Apresentando três tipos de cepas em combinação. São elas a da H1N1, H3N2 e a linhagem B/Victoria.

Onde se vacinar 

Em Fortaleza, além dos postos de saúde, a população pode procurar o Centro de Saúde Meireles. O equipamento da Sesa funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12 horas e das 13h às 16 horas, no endereço Av. Antônio Justa, 3113. Para as outras regiões do Ceará, o cidadão deve procurar os postos de saúde do município.

O que levar no dia da vacinação

  • Crianças: cartão de vacina;

  • Gestantes e puérperas: documento de identificação com foto e cartão da gestante ou documento do hospital onde ocorreu o parto;

  • Trabalhadores da saúde: documento de identificação com foto e documento de comprovação do trabalho, como por exemplo, carteira de trabalho, declaração de vínculo, contracheque ou carteira de conselho da categoria.

Veja as próximas fases

  • 2ª fase: 11 de maio a 8 de junho: idosos a partir de 60 anos e professores
  • 3ª fase: 9 de junho a 9 de julho: pessoas com comorbidades; com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo; trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza