Nova punição suspende torcedor do River que jogou banana contra torcida do Fortaleza por 4 anos

Gustavo Sebastián deve ficar longe de qualquer estádio argentino por quatro anos

Imagem mostra homem com banana na mão
Legenda: Torcedor do River mostra uma banana e provoca a torcida do Fortaleza em ato racista.
Foto: Reprodução

O torcedor do River Plate que praticou ato racista contra a torcida do Fortaleza em jogo da Libertadores recebeu outra punição. Desta vez, mais dura. O Ministério da Justiça e Segurança da Cidade, da Argentina, decidiu proibir a entrada do homem em qualquer estádio da Argentina durante quatro anos. A resolução foi divulgada nesta quarta-feira (4).

O caso ocorreu na partida disputada no último dia 13 de abril, no Estádio Monumental, em Buenos Aires. A Divisão de Investigação de Condutas Delitivas da Polícia local puniu Gustavo Sebastián Gómez “por discriminação, provocação e jogar coisas ou substâncias, neste caso uma banana, em clara mensagem discriminatória.”

Ele já havia sido suspenso por 180 dias dos jogos do próprio clube, além da obrigação de fazer um curso de INADI. A decisão foi assinada por Elizabeth Caamaño, subsecretária de Segurança Cidadã e Ordem Pública. A sanção provém da Lei 5.847, do Regime Integral de Eventos de Futebol da Cidade de Buenos Aires, na Lei 6.347.

Tanto o Fortaleza quanto o River Plate lançaram nota de repúdio contra a prática. 

 

 
Quero receber conteúdos exclusivos de esporte