Vale começa a resgatar 39 trabalhadores presos em mina subterrânea no Canadá

Mineradora esclareceu que não houve feridos após a colisão de um equipamento pesado com o elevador, o que bloqueou a entrada na mina

Legenda: A porta-voz da Vale, Danica Pagnutti, disse à Rádio Canadá que um equipamento pesado colidiu com o elevador e causou o acidente
Foto: Agência Vale/Divulgação

A Vale informou que os 39 trabalhadores presos em uma mina subterrânea Totten em Sudbury, Ontário, no Canadá, começaram a  resgatados na noite dessa segunda-feira (27), um dia após o incidente. Segundo a mineradora brasileira, não houve feridos  e o grupo teve acesso a comida e água. 

"A equipe de resgate alcançou os mineiros e começou a evacuá-los por uma saída secundária através de um sistema de escadas", frisou a empresa em um comunicado.

A porta-voz da Vale, Danica Pagnutti, disse à Rádio Canadá que um equipamento pesado colidiu com o elevador e causou o acidente. No entanto, ela ressaltou que "ninguém estava no sistema de transporte principal" quando o acidente ocorreu.

'Levará tempo'

"Sabemos que a operação de resgate levará tempo e estamos aliviados em saber que não há feridos", ponderou no Twitter Doug Ford, primeiro-ministro de Ontário, província onde está localizada a mina.

Todas as operações da mina de Totten, em Sudbury, estão paralisadas desde o último domingo (26), e a Vale garantiu que realizará uma avaliação antes de retomar a produção.

A mina havia sido fechada em 1972, mas foi reaberta pela Vale em 2014. Durante os primeiros seis meses de 2021, cerca de 3.600 toneladas de níquel refinado foram extraídas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo