Afeganistão hoje: acompanhe as últimas notícias ao vivo

A tomada de poder pelo Talibã levou uma corrida da população ao aeroporto de Cabul

Aeroporto de Cabul
Legenda: Tomada de poder causou uma corrida ao aeroporto de Cabul
Foto: WAKIL KOHSAR / AFP

O Talibã chegou a Cabul, neste domingo (15), depois de uma ofensiva fulminante que começou em maio, após o início da retirada das tropas dos Estados Unidos e da Otan. 

Situação no Afeganistão

Nos últimos dez dias, os insurgentes tomaram todas as grandes cidades do Afeganistão, encontrando pouca resistência.  

Na noite de domingo, o presidente afegão Ashraf Ghani deixou o país. Em uma mensagem no Facebook, ele afirmou que fugiu do país para "evitar um banho de sangue" e reconhece que "o Talibã venceu". 

Imagens da televisão confirmam que os talibãs entraram na capital afegã e tomaram o palácio presidencial.  O presidente Ghani não informou para onde foi, mas o grupo de imprensa afegão Tolo sugere que ele viajou para o Tadjiquistão. 

Horas depois, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, apelou ao Talibã e todos os partidos no Afeganistão a se comportarem "com muita moderação".

Pânico no aeroporto 

Uma maré humana foi nesta segunda-feira (16) para o aeroporto, único meio de saída do país. Os vídeos mostram centenas de pessoas correndo perto de um avião de transporte militar dos Estados Unidos, em direção à pista, algumas delas tentando se segurar em suas laterais ou nas rodas. 

Outros vídeos mostram cenas de caos total nas pistas, com civis lutando para subir as passarelas ou escadas que levam aos aviões. O tumulto é tanto que tropas americanas, que garantem a segurança do aeroporto, atiraram para o alto para controlar a multidão. Todos os voos comerciais foram suspensos.

A pedido do Afeganistão, empresas internacionais suspenderam o sobrevoo no país enquanto aviões militares, principalmente americanos, evacua funcionários diplomáticos e locais. 

A União Europeia planeja uma reunião por videoconferência com a participação de seus chanceleres nesta terça-feira.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo