Norovírus: análises apontam aumento de casos em Salvador; veja sintomas

Amostras estudadas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) indicaram uma prevalência de quase 43% de resultados positivos

Mulher com dor de barriga com gripe estomacal ou vírus da gastroenterite (infecção por norovírus) causas de gastrite, dor intensa, problemas abdominais, síndrome do intestino irritável
Legenda: Secretaria Municipal de Saúde descarta hipótese de surto da doença
Foto: Shutterstock

A  capital baiana, Salvador, observa um aumento no número de casos de norovírus, espécie de vírus resistente e com alta capacidade infecciosa, segundo aponta análise da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O laboratório de virologia da instituição identificou que, entre o fim de abril e a primeira semana de maio, das 35 amostras colhidas ao menos 15 testaram positivo, uma prevalência de quase 43%

"Isso chama atenção porque ele não é um vírus comum de aparecer, nem que está sempre presente na população. Quando ele aparece a tendência é aumentar e causar um grande surto", alertou o virologista do Instituto de Ciências da Saúde da UFBA, Gúbio Soares, ao portal g1.

Sintomas do norovírus

Pacientes infectados apresentam os primeiros sinais no período entre 24h e 48h após a contaminação. Os sintomas podem persistir por um a três dias.

O norovírus pode provocar:

  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Febre alta;
  • Dores no corpo e no estômago. 

Transmissão do norovírus

Conforme a publicação, é possível ser infectado pelo vírus através da ingestão de água e alimentos contaminados ou contato com pessoas infectadas

Pacientes com norovírus podem transmitir a doença até dois dias após o desaparecimento dos sintomas

Como se prevenir contra o norovírus

Gúbio Soares indica que os indivíduos devem adotar alguns cuidados básicos para evitar ser infectados pela doença. São eles: 

  • Evitar contato com pessoas que estejam vomitando ou com diarreia;
  • Lavar as mãos com frequência;
  • Usar água sanitária no local atingido pelo vômito;
  • Usar máscara ao cuidas de pessoas contaminas;
  • Evitar ter contato com a saliva de indivíduos infectados.

Secretaria descarta surto

Na tarde de quarta-feira (4), todos os 15 leitos de UTI pediatria da UPA dos Barris estavam ocupados por pacientes diagnosticados com diversas doenças. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, há um aumento na demanda por atendimento em Upas e em gripários de Salvados, mas a Pasta descarta hipótese de surto de virose causada pelo norovírus. 

"Nós ainda não temos nenhuma informação a respeito disso, mas caso seja confirmado, com certeza a secretaria irá intervir. Nós não temos como lutar contra vírus, o que podemos fazer é minimizar as situações de transição, fazer o uso da máscara ainda continua sendo uma medida extremamente efetiva para todos os vírus de transmissão respiratória", disse ao portal.

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste