Motos usadas têm valorização de até 38% em 2021; confira principais modelos

Maior busca e escassez de veículos no mercado motivam o comportamento atípico. No País, a valorização chegou a 38%

Foto de moto do modelo Royal Enfield Classic Stealth Black
Legenda: O Royal Enfield Classic Stealth Black foi o modelo com maior valorização no Brasil entre janeiro e julho deste ano
Foto: Divulgação

Assim como os automóveis, as motocicletas seminovas passam por um fenômeno atípico de valorização. Levantamento feito pela Webmotors em exclusividade ao Diário do Nordeste mostra que a valorização no Ceará chegou a 25,07%.

No Nordeste, a valorização apontou 31,53%, enquanto que no País o índice é de 38,02%. Os dados são referentes a janeiro e julho de 2021.

A valorização de veículos usados tem relação com a maior procura de meio de transporte particulares em meio à pandemia somada à escassez de modelos novos no mercado diante da paralisação total ou parcial de fábricas. 

Motos em falta 

O gerente comercial da Ceará Motos, Paulo Sílvio do Santos, conta que a loja já não consegue manter um estoque de veículos seminovos diante da procura. Diante da menor produção das fábricas, a empresa tem um prazo mínimo de 60 dias para a compra de motos novas, o que levou a uma maior procura dos modelos usados. 

Segundo ele, houve um aumento de pelo menos 60% nas motos usadas. “O cliente que tá buscando com urgência vai para o usado. Para você ter ideia, moto que foi comprada em 2019, os proprietários estão vendendo em 2021 por mais do que eles pagaram em 2019”, conta. 

“Nenhum modelo teve desvalorização. Em um período de estoque, tinha modelos que ficavam por 6, 7 meses. Até esses produtos hoje não ficam mais em estoque. É como se o cliente dissesse 'não tem outro, vou levar esse'”. 

Paulo diz que havia uma expectativa de estabilização da oferta de modelos novos em agosto, mas que situação não se concretizou. “Fiz um pedido de 600 motos e a fábrica me entregou 190. A fábrica não retomou 100% das atividades, está com 60% e toda a produção está voltada para moto de baixa cilindrada. Tenho cliente que vai fazer um ano que tá esperando moto de 500 e 600 cilindradas”, diz. 

Busca para trabalho 

Para o gerente de dados da Webmotors, Anderson Teixeira, o aumento do delivery tem um impacto central na valorização sobretudo das motocicletas.  

“Esse crescimento é devido à busca de um veículo com preço mais atrativo, com maior mobilidade. Em termos de consumo é mais econômico. Teve um crescimento da demanda por profissionais de delivery. Hoje o brasileiro tem 48% dos deliveries da América Latina, faz sentido ter uma busca maior por motos”, destaca. 

A maior de motos atualmente é por modelos de entrada, de baixa cilindragem - o ideal para uso apenas para trabalho. Alguns modelos de maior cilindragem também tiveram valorização devido à escassez no mercado. 

Anderson acredita que a produção e os preços devem se estabilizar em breve, mas Paulo não é tão otimista. Ele considera que os preços tanto de veículos novos como usados devem ter uma estabilização apenas por volta de fevereiro de 2022 caso não haja uma nova onda de Covid-19. 

Modelos com maior valorização no Brasil 

  1. Royal Enfield Classic Stealth Black - 38,02% 

  2. Polaris Sportsman 570 - 29,90% 

  3. Triumph Tiger 900 Rally Pro - 29,59% 

  4. Triumph Tiger 900 Rally  - 27,09% 

  5. Haojue Nex - 26,90% 

  6. Suzuki V-strom 650 Adventure - 25,70% 

  7. Kawasaki Ninja Zx-10r Se - 24,21% 

  8. Kawasaki Ninja Zx-10r Se Abs - 22,13% 

  9. Triumph Tiger 900 Gt - 19,76% 

  10. Honda Pop 110i - 19,16% 

  11. Honda Trx 420 Fourtrax 4x4 - 19,01% 

  12. Honda Cbr 1000rr Fireblade - 18,69% 

  13. Kymco People Gti 300 - 18,52% 

  14. Yamaha Nmax 160 Star Wars - 18,38% 

  15. Yamaha Tt-r 230 - 18,13% 

  16. Honda Crf 450r - 17,39% 

  17. Triumph Tiger 800 Xr - 16,27% 

  18. Ktm 300 Exc - 16,26% 

  19. Haojue Chopper Road 150 - 16,07% 

  20. Haojue Lindy 125 Cbs - 16,00% 

Modelos com maior valorização no Nordeste 

  1. Suzuki V-strom 650 Adventure - 31,53% 

  2. Triumph Tiger 900 Rally  - 30,59% 

  3. Suzuki Gsx-s1000 Abs - 28,90% 

  4. Triumph Street Twin - 25,95% 

  5. Haojue Dk 150s Fi - 24,18% 

  6. Kymco People Gti 300 - 22,51% 

  7. Honda Pop 110i - 22,17% 

  8. Haojue Lindy 125 Cbs - 20,39% 

  9. Haojue Chopper Road 150 - 20,16% 

  10. Triumph Thruxton R - 20,06% 

  11. Triumph Bonneville T120 Black 1200 - 19,16% 

  12. Kawasaki Z1000 R Abs - 18,58% 

  13. Haojue Vr 150 - 18,35% 

  14. Honda Cb Twister Abs - 18,27% 

  15. Kawasaki Vulcan s Abs - 17,74% 

  16. Triumph Tiger 900 Gt - 17,17% 

  17. Honda Adv - 16,68% 

  18. Honda Pcx Dlx - 14,42% 

  19. Honda Xre 300 Abs - 14,32% 

  20. Kawasaki Z900 - 14,30% 

Modelos com maior valorização no Ceará 

  1. Honda Pop 110i - 25,07% 

  2. Triumph Street Twin - 23,47% 

  3. Honda Elite 125i - 20,10% 

  4. Honda Cb Twister Abs - 18,02% 

  5. Kawasaki Z900 - 17,95% 

  6. Honda Cg 160 Titan S - 17,01% 

  7. Honda Pcx Dlx - 16,30% 

  8. Yamaha Xtz 250 Lander  - 15,97% 

  9. Honda Xre 300 Abs - 15,46% 

  10. Yamaha Xtz 150 Crosser Z - 15,31% 

  11. Yamaha Xtz 150 Crosser S - 14,77% 

  12. Honda Cb Twister - 13,92% 

  13. Honda Pcx Sport - 13,10% 

  14. Honda Cg 160 Titan Ex - 12,45% 

  15. Honda Nxr 160 Bros Esdd - 12,23% 

  16. Honda Cg 160 Titan Special Edition 25 Anos - 12,09% 

  17. Honda Xre 300 Adventure - 11,94% 

  18. Honda Cb 650 f Abs - 10,61% 

  19. Honda Biz 125i - 10,40% 

  20. Yamaha Xj6 n Abs - 9,94% 


Assuntos Relacionados