Homem é preso suspeito de dar golpe de R$ 400 mil em ONG de animais em Alagoas

Suspeito se passava por dono de construtora, mas abandonou obra e não pagou funcionários

Suspeito de estelionato em Alagoas
Legenda: Suspeito foi autuado por estelionato.
Foto: divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Alagoas prendeu um homem que se passava por dono de uma construtora e deu um golpe em uma Organização Não Governamental (ONG) de proteção aos animais foi preso nesta segunda-feira (1º) em Maceió, capital de Alagoas. Ele chegou a receber R$ 400 mil da instituição.

Conforme a Polícia, o suspeito fingiu ser dono de uma empresa de construção e recebeu a quantia para construir a nova sede da ONG. No entanto, ele abandonou a obra e não pagou funcionários. O delegado Leonam Pinheiro definiu o homem como estelionatário, uma vez que ele se passava como profissional para roubar dinheiro de clientes.

“A prisão foi realizada em flagrante, pois o mesmo ainda tentou retirar da vítima mais R$ 100 mil, porém no momento em que a vítima marcou encontro a polícia estava aguardando para realizar a captura”, pontuou o delegado, acrescentando que o suspeito também é acusado por crime de estupro.

A advogada Rosana Jambo, presidente da Comissão do Bem-Estar Animal, da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Alagoas (OAB-AL), informou, por meio de redes sociais, que os integrantes da comissão, bem como políticos de Maceió e representantes da OAB-AL foram à delegacia para apoiar a idealizadora da ONG.

“Fomos para prestar suporte à instituição, não foi só a ONG que foi afetada, trabalhadores que estavam na obra não receberam o dinheiro, as pessoas que entregavam as marmitas, lojas que venderam materiais de construção, todos foram vítimas desse estelionatário”, afirmou a advogada.

Preso por equipes da Delegacia de Roubos e Crimes Ambientais, o suspeito foi levado à Central de Flagrantes I, no bairro Farol, onde foi autuado por estelionato.