Policiais penais do Ceará poderão usar 'botão de pânico' em situações de perigo

O recurso, disponibilizado por meio de um aplicativo, já era utilizado por agentes da Secretaria da Segurança do Estado

Os policiais penais do Estado passaram a utilizar um aplicativo para profissionais da segurança que dispõe de um botão de pânico e aciona a polícia em situações de socorro. A plataforma 'Portal Comando Avançado' já abrangia os agentes da Secretaria de Segurança e Defesa Social do Ceará.

Caso o profissional acione o botão do pânico, a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS) é mobilizada e entra em contato direto com o agente. Se o profissional não responder ou a ocorrência de perigo for constatada, uma viatura policial mais próxima é direcionada ao local que o agente acionou.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Departamento de Computação da Universidade Federal do Ceará (UFC), em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social. 

Mauro Albuquerque, titular da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), afirmou que a tecnologia é fundamental para proteger os profissionais e combater o crime. “Esse emprego da tecnologia e essa parceria com a Secretaria de Segurança é fundamental. Nós aprimoramos o trabalho, a segurança do Agente e o combate ao crime", afirmou o secretário.

O aplicativo também tem outras funções e pode ser utilizado para checar informações de veículos, documentos e consultas criminal e civil de suspeitos. 

Atualmente, atualizações são feitas pela equipe de tecnologia da SSPDS. O último incremento, que inclui os policiais penais no aplicativo, mostra a parceria entre a SSPDS e a SAP, segundo o Secretário de Segurança André Costa.

"Nós já temos integração de várias bases de dados e agora mais essa parceria. É um conjunto de ações buscando a proteção dos nossos agentes e no comando das pastas para proteger e zelar e quem ganha isso é a sociedade", conta Costa. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de segurança?