PF cumpre mandados em Fortaleza em operação contra tráfico internacional de drogas

Os suspeitos transportavam drogas para Europa escondendo as substâncias em estátuas

A Polícia Federal cumpre mandados em Fortaleza na Operação Estatueta, contra o tráfico internacional de drogas
Legenda: Durante a operação, a PF encontrou dinheiro escondido em uma geladeira. A Operação Estatueta, contra o tráfico internacional de drogas
Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal cumpre, nesta terça-feira (23), um mandado de busca e apreensão e um mandato de prisão em Fortaleza, em uma operação contra o tráfico internacional de drogas. A 'Operação Estatueta' foi deflagrada em Fortaleza, Recife (PE), Rio Branco (AC) e São Bernardo do Campo (SP).

Outros 18 mandados foram cumpridos nos outros estados. Todas as medidas foram expedidas pela 13° Vara da Justiça Federal de Pernambuco. 

As investigações indicam que os suspeitos, da organização criminosa (Orcrim), promovem o tráfico de drogas na fronteira Brasil/Bolívia e transportam os ilícitos à Europa, sobretudo à Alemanha. As drogas são escondidas dentro de estatuetas. 

O grupo levava o dinheiro do tráfico na compra de imóveis na Região Metropolitana de Refice. Um dos membros da Orcrim já estava preso em Rio Branco, detido em flagrante por tráfico de cocaíca. Outros líderes da organização residem em Recife, entre eles, um ex-policial e um alemão.

Nesta manhã, a Polícia Federal apreendeu três veículos e sequestrou seis imóveis localizandos em Pernambuco. Os bens apreendidos equivalem a mais de R$ 5 milhões, de acordo com o declarado. 

As primeiras investigações sobre o caso começaram em 2018. Os integrantes da Orcrim são suspeitos de tráfico internacional de drogas, associação, lavagem de dinheiro e constituição/integração de organização criminosa. As penas podem chegar a 65 anos de prisão.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança