Cearenses que fingiam ser fiscais sanitários são presos em Crateús após assalto de R$ 1 milhão

Os criminosos usaram o disfarce para entrar na residência de um empresário no município de Chapadinha, no Maranhão

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (2) três cearenses suspeitos de usar uniformes falsos da vigilância sanitária para cometer assaltos no Maranhão. Um empresário teve cerca de R$ 1 milhão roubado e a família feita refém. Os criminosos foram capturados no município de Crateús. 

Segundo a polícia, o crime foi registrado no dia 23 de agosto de 2019, na cidade de Chapadinha (MA). Na ocasião, os assaltantes, identificados como Jackson Douglas Cavalcante de Araújo (34), André Luis Pereira e Silva (33) e Thiago Phellipe Rocha Rodrigues (32), se passaram por fiscais sanitários para entrar na residência de um empresário.

No interior do imóvel, eles renderam toda a família e subtraíram os cerca de R$ 1 milhão em bens. Os três são naturais de Crateús e foram localizados em imóveis no município. Thiago Phellipe tem antecedentes criminais por homicídio e tráfico de drogas e André Luis responde por roubo.

Uma investigação conjunta entre as forças policiais do Maranhão e do Ceará chegaram a identificação do trio. A Delegacia Regional de Chapadinha apresentou os mandados de prisão preventiva, deferidos pela 2ª Vara do município maranhense.

Com os suspeitos foram apreendidos aparelhos celulares. Os três foram encaminhados para uma unidade prisional no Ceará. As investigações seguem em andamento com o objetivo de identificar outras pessoas envolvidas no crime.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança