Camilo Santana solicita Força Nacional de Segurança e Exército para o Ceará 

O anúncio foi feita na tarde desta quinta-feira (03) nas redes sociais

O governador do Ceará, Camilo Santana, solicitou reforço de homens da Força Nacional de Segurança, Exército e Força de Intervenção Integrada (FIPI), para trabalhar em conjunto com os profissionais cearenses para apoiar o combate aos criminosos que têm realizado uma série de ataques em Fortaleza e Região Metropolitana. A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira (03), nas redes sociais.

Além do pedido de apoio do Governo Federal, Camilo Santana informou adotou a nomeação imediata da turma de 220 novos agentes penitenciários, antes prevista para março; e nomeação também imediata de 373 novos policiais militares, já formados, para atuação nas ruas.

Camilo Santana disse ainda que determinou reforço de policiamento nas ruas desde a madrugada e, logo após as ações, nove pessoas foram autuadas e outras três estão sob investigação. "Estive reunido com toda a cúpula da Segurança Pública e Sistema Penitenciário e reforcei minha determinação de continuar agindo com todo o rigor e dentro da lei para coibir as ações criminosas e estabelecer o total controle das unidades prisionais, conforme todo o planejamento que já vem sendo feito no Ceará", reforçou Camilo. 

O governador conversou por telefone, na manhã desta quinta-feira, com o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, que se colocou à inteira disposição para o apoio necessário, e a quem agradeço. "Entendo que o crime organizado ultrapassou as divisas dos estados e que, somente com a ação conjunta dos Estados com o Governo Federal, iremos vencer esse desafio", afirmou. 


Assuntos Relacionados