77 PMs são incluídos em lista de 'desertores' por faltarem à Operação Carnaval

Os agentes estavam escalados para reforçar policiamentos em 19 pontos do Ceará

Legenda: Militares da 10ª Região Militar do Exército Brasileiro começaram a fazer patrulhamento nas ruas da Capital, na tarde desta sexta
Foto: Foto: Kid Júnior

Um grupo com 77 policiais militares deixou de se apresentar à Operação Carnaval de 2020 e  foi colocado em lista de desertores, segundo boletim extraordinário  do Comando Geral da Polícia Militar publicado neste sábado (22). 

Os 77 PMs estão sujeitos a punições que podem ir desde o afastamento temporário, corte de salários e até expulsão. Os agentes estavam escalados para reforçar a segurança de, pelo menos, 19 pontos no interior do Estado.

Entre os municípios que deveriam receber o efetivo estão: Camocim, Aracati, Trairi/Praia de Flecheiras, São Benedito, Pindoretama, Beberibe, Taíba, São Gonçalo do Amarante/Várzea Redonda, Pecém, Cascavel, Redenção, São Luís do Curu, Granja, Paraipaba, Ocara, Reriutaba, São Gonçalo do Amarante/Croatá, Trairi/Praia de Mundaú e Paraipaba/Praia da Lagoinha.

Carnaval cancelado em algumas cidades

A situação no Ceará também se estendeu às festas de Carnaval, que foram canceladas em nove municípios do interior do estado, sendo estes Paracuru, Milagres, Canindé, Paraipaba, Forquilha, Horizonte, São Luiz do Curu, General Sampaio e Santana do Cariri.

A decisão está ligada à paralisação e, as cidades que decidiram manter os eventos carnavalescos, contrataram seguranças particulares.

Exército

A presença de 2,5 mil soldados do Exército Brasileiro no Ceará reforçam a segurança nas ruas do Estado, além de 150 agentes da Força Nacional que estão na região para conter a crise na segurança pública após motim de parte dos policiais militares.

Essas medidas estão dentro da Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) decretada pelo presidente Jair Bolsonaro.