Hospital Regional do Sertão Central recebe certificação internacional por qualidade dos serviços

O HRSC atingiu o nível "ótimo" no processo de Acreditação realizado por instituição espanhola. O processo avalia a qualidade dos serviços e as práticas adotadas na unidade. Apenas 8 hospitais no mundo têm reconhecimento da ACSA

Legenda: Até novembro do ano passado, a unidade já havia realizado 13.621 cirurgias e mais de 900 mil atendimentos diversos.
Foto: Divulgação

O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, alcançou importante marca e entrou para um seleto grupo no qual fazem parte apenas oito unidades de saúde de todo o mundo reconhecidas pela instituição espanhola Agencia de Calidad Sanitaria de Andalucía (ACSA). O HRSC atingiu o nível “ótimo” no processo de Acreditação realizado pela ACSA.  

A visita dos representantes da ACSA ocorreu em dezembro do ano passado. Os avaliadores analisaram, entre outros aspectos, a qualidade dos serviços prestados pela unidade de saúde e as práticas adotadas pelo hospital para garantir a segurança dos pacientes.

Lista dos hospitais com Acreditação nível "ótimo":

  • Hospital de Alta Resolución Valle del Guadiato - Agencia Pública Empresarial Sanitaria Alto Guadalquivir 
  • Hospital Alto Guadalquivir de Andújar
  • Hospital de Alta Resolución Sierra de Segura 
  • Hospital de Antequera 
  • Hospital de Alta Resolución de Benalmádena 
  • Centro Asistencial San Juan de Dios. Área Sanitaria
  • Hospital de Alta Resolución Sierra Norte
  • Hospital Regional do Sertão Central (HRSC)

Para o diretor-geral do HRSC, Marcelo Theophilo Lima, a certificação é importante feito para a unidade, sobretudo em um ano de pandemia, com demanda crescente.  

“O hospital tem se pautado pela qualidade do serviço ofertado à população. O nosso sertanejo é o maior beneficiado com essa certificação, porque ele tem, aqui em Quixeramobim, um padrão de atendimento reconhecido internacionalmente”, avalia. 

Um desses “beneficiados”, ao qual Marcelo se refere, foi a aposentada Socorro Teixeira da Silva, de 77 anos, moradora de Pedra Branca. Ela sofreu uma fratura de fêmur e passou por uma cirurgia no hospital. Sua filha, Antonia Laesse Monteiro, elogiou a qualidade do atendimento recebido pela mãe.  

“Eu achei incrível o atendimento da equipe de Enfermagem e dos médicos. São profissionais com muita boa vontade em atender a gente. Eu considero aqui um hospital de primeiro mundo mesmo”. 

Pandemia

O coordenador médico da enfermaria Covid, Thiago Carvalho, destaca que, para atingir um nível satisfatório de atendimento e serviços ofertados durante os meses de pico da pandemia do novo coronavírus, foi preciso estruturar todos os setores, "tanto as enfermarias, quanto as UTIs Covid, de modo que conseguíssemos manter um atendimento humanizado e com a alta qualidade".

Atuação  

O Hospital Regional do Sertão Central iniciou suas atividades no dia 26 de setembro de 2016, sendo o terceiro hospital terciário construído pelo Governo do Ceará no interior do Estado. Até novembro do ano passado, a unidade realizou 13.621 cirurgias e mais de 900 mil atendimentos diversos.

A unidade atende 652.591 mil habitantes dos 20 municípios que compõem a Região de Saúde do Sertão Central e do Sertão dos Inhamuns. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará