Representante de PMs amotinados se reúne com comissão dos 3 poderes nesta quinta

Este é o primeiro encontro entre o colegiados e um nome escolhidos pelos policiais militares paralisados

O representante dos policiais que estão amotinados desde o dia 18 de fevereiro vai se reunir, na manhã desta quinta-feira (27), com a comissão formada pelos três Poderes do Estado - Executivo, Legislativo e Judiciário. O encontro está marcado para as 9h, na sede do Ministério Público do Ceará (MPCE), no bairro José Bonifácio.

O nome escolhido pelos PMs que paralisaram as atividades foi o do coronel reformado do Exército Walmir Medeiros, que hoje atua como advogado. Ele é bem-visto por parte dos policiais por já ter defendido vários agentes e participado de negociações da greve da PM de 2012.

> Veja lista dos 230 policiais afastados por motim no Ceará
> Policiais desertores são presos pelo Batalhão de Choque

Comissão

A comissão formada por representantes dos três poderes busca intermediar um consenso entre o governador Camilo Santana (PT) e os PMs. O objetivo é buscar uma saída institucional para a crise.

O colegiado é formado pelo procurador-geral do Estado, Juvêncio Viana; pelo corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), desembargador Teodoro Silva Santos; pelo deputado estadual Evandro Leitão (PDT); pelo procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro; pelo presidente da Ordem dos Advogados no Ceará (OAB-CE), Erinaldo Dantas; e pelo coronel do Exército Marcos Cesário. 

Os nomes foram definidos na quarta-feira (27), em reunião do grupo na sede do MPCE, responsável por sugerir a instalação do colegiado. Os membros do Ministério Público, da OAB-CE e das Forças Armadas irão atuar como mediadores, fazendo a ponte entre a categoria e a comissão, para tentar retomar um diálogo.

Um dos interlocutores escolhidos para conversar com os amotinados é o presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas, que buscou conversar ainda na quarta-feira com policiais paralisados no 18º Batalhão da PM, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza.

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados