PSDB desiste de ter candidatura própria em Fortaleza e anuncia apoio ao PDT

"Acho que nós fizemos a coisa certa, porque estamos entrando numa luta onde conhecemos os principais personagens", destacou Luiz Pontes, presidente estadual do partido

fotografia
Legenda: Na ocasião, os dirigentes destacaram que a decisão contou com o apoio do senador Tasso Jereissati (PSDB)
Foto: Reprodução

O PSDB desistiu da pré-candidatura do ex-deputado Carlos Matos na disputa pela Prefeitura de Fortaleza e anunciou, nesta segunda-feira (14), apoio à chapa do PDT, que tem o deputado estadual José Sarto como candidato a prefeito e o ex-secretário da Casa Civil do Governo do Estado, Élcio Batista (PSB), como candidato a vice-prefeito.

O anúncio foi feito pelo dirigente estadual da agremiação, Luiz Pontes, e pelo presidente municipal, o ex-deputado Carlos Matos, então pré-candidato na disputa, em uma live nas redes sociais.

Durante o anúncio, dirigentes minimizaram eventuais críticas pela aliança. "Aqueles que hoje criticam por criticar, amanhã vão ficar calados porque o Sarto vai ter oportunidade de mostrar que é um agregador. O Élcio é outro aglutinador. Acho que nós fizemos a coisa certa, porque estamos entrando numa luta onde conhecemos os principais personagens", destacou Luiz Pontes, ao ressaltar que a decisão foi mediada pelo senador Tasso Jereissati.

Carlos Matos, após a retirada de sua pré-candidatura, também se manifestou. "Diante da aliança do PSDB com o PDT, já afirmo que os meus princípios e valores continuam inalterados. Aos amigos especialistas, foi muito bom estar com vocês nessa caminhada até aqui. Passo agora para as mãos de José Sarto o caminho que julgamos ser melhor para a cidade", ressaltou.

Nesta terça-feira (15), o DEM também deve se juntar à coligação do PDT, como antecipou o presidente do partido no Estado, Chiquinho Feitosa. DEM e PSDB devem realizar convenção juntos para o lançamento das chapas de vereadores.

Com o anúncio do PSDB, a coligação de Sarto, até o momento, é formada por sete partidos: PDT, PTB, PL, Cidadania, PSB, PSD e PSDB.

Candidaturas oficializadas

Além do PDT, apenas outros três partidos oficializaram candidaturas próprias para a disputa na Capital até o momento: o Pros, que homologou o deputado federal Capitão Wagner como candidato a prefeito; o Patriota, com a chapa liderada pelo presidente estadual da agremiação, Samuel Braga; e a UP, que confirmou a professora Paula Colares à disputa na Capital.

Nesta segunda-feira, o Psol também lançou candidatura própria ao pleito deste ano em Fortaleza. O partido oficializaou o nome do deputado Renato Roseno para a disputa, que deve formar chapa junto com a ativista Raquel Lima (PCB).

Até quarta-feira (16), data máxima para os partidos realizarem convenção partidária, PT, SD e PSL também devem oficializar nomes para o pleito no Capital. Os nomes dos pré-candidatos ao cargo de prefeito apresentados até agora são a deputada federal Luizianne Lins, pelo PT; o deputado estadual Heitor Férrer, pelo SD; e o deputado federal Heitor Freire, pelo PSL.

No entanto, as articulações ainda estão em andamento e o cenário pode mudar. O MDB ainda não se posicionou. A agremiação tem conversado com o PT e o SD sobre possível aliança, mas não descartou ainda a possibilidade de candidatura própria.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de política?