Projeto arquitetônico da nova sede da Câmara é aprovado por Conselho Municipal de Patrimônio

O Legislativo deve ser transferido para o antigo Lord Hotel, no Centro; com a aprovação do projeto arquitetônico para o prédio, os próximos passos são o orçamento para a reforma, a captação de recursos e a licitação para construção

Legenda: Na imagem, a projeção de como deve ficar a nova sede da Câmara Municipal de Fortaleza
Foto: Foto: Divulgação

Os planos para a mudança da Câmara Municipal de Fortaleza para o Centro da cidade continuam avançando. Nesta quarta-feira (4), o projeto arquitetônico para a reforma do antigo Lord Hotel, localizado em frente à Praça José de Alencar e que passará a sediar o Legislativo Municipal, foi aprovado pelo Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Histórico e Cultural (Comphic).

O prédio pertencia ao Estado do Ceará e foi cedido à Prefeitura de Fortaleza no final de novembro. O antigo Lord Hotel é uma construção que data do final do século XIX e está tombado provisoriamente pelo Município e, por isso, passa pelo mesmo processo jurídico de um bem tombado em caráter definitivo. 

Dentre as exigências, está a de que o projeto seja aprovado pelos conselheiros do Comphic, para garantir a preservação das características da construção. O conselho é formado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil, pela Universidade Federal do Ceará, pela Universidade Estadual do Ceará, além das pastas de Cultura e Turismo do Município, entre outros. 

“Eles aceitaram o projeto que foi apresentado e os próximos passos são trabalhar, fazer alguns ajustes dentro do próprio projeto e conversar com a Prefeitura”, explica o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT). A reforma do prédio deve ser feita em parceria com a Secretaria de Infraestrutura, que também deve ser uma das responsáveis por elaborar o orçamento da reforma.  

“A partir de agora, depois da aprovação do Comphic, o projeto já pode ser orçado e apresentado para a cidade de Fortaleza. Eu acredito que até dezembro a secretária de Infraestrutura (Manuela Nogueira) e o presidente devem apresentar o novo projeto da Câmara Municipal”, afirma o vereador Evaldo Lima (PCdoB).

Proximidade
 
Para os parlamentares, o ponto fundamental é trazer a Câmara Municipal para mais perto da população. “Nós queremos avançar nessa proposta porque entendemos que o Centro da cidade é o lugar adequado para receber a Casa do Povo. Eu fico feliz em poder estar construindo essa mudança da sede do poder legislativo para o lugar mais perto das pessoas”, ressalta Henrique.

O objetivo inicial de finalizar a gestão à frente da Câmara Municipal, em dezembro de 2020, com a nova sede finalizada, no entanto, não é algo garantido, explica o presidente. “Se der tudo certo, eu gostaria, mas o tempo é muito curto”, afirma. “Você se comprometer com o prazo de um bem tombado é sempre muito arriscado, Você tem que preservar toda a memória de uma construção”, completa Evaldo Lima.
 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política