Diplomata cearense comandará embaixadas de países árabes

Mauro Brasil de Holanda representará o Brasil no Kuwait e no Bahrein

Legenda: Mauro Brasil de Holanda representará o Brasil no Kuwait e no Bahrein
Foto: Conselho Empresarial Brasil-China

Monarquias do Golfo Pérsico, uma região rica em petróleo, Kuwait e Bahrein vão ter um elo com o Ceará. O diplomata Francisco Mauro Brasil de Holanda, natural de Fortaleza, vai assumir as embaixadas do Brasil nos dois países. Aos 64 anos, Holanda teve, ontem (23), seu nome aprovado pelos senadores com 37 votos favoráveis e 3 contrários.

A presença de cearenses na carreira diplomática é pequena. Segundo o Itamaraty, entre os 1.565 diplomatas de seu quadro de servidores, 11 embaixadores são naturais do Ceará. Há pelo menos outros 14 cearenses diplomatas na ativa atuando como assessores no Ministério das Relações Exteriores ou em outros órgãos.

Holanda é hoje o representante brasileiro junto ao Estado da Palestina. O cearense assume a nova embaixada do Bahrein em um momento de visibilidade. No dia 15, Israel assinou um acordo histórico, criticado pelos palestinos, com o Bahrein, sob apoio do presidente norte-americano Donald Trump. Também aliado dos EUA, o Kuwait se opõe, porém, à aproximação com os hebreus.

Holanda ingressou na carreira diplomática em 1981. É formado em Economia pela Universidade de Brasília e tem mestrado em relações internacionais pela School of Economics, em Londres.

De 2005 a 2011, o diplomata ocupou o cargo de chefe da Divisão da Ásia e Oceania II. Em 2011, ele foi nomeado diretor do Departamento da Ásia do Leste.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Assuntos Relacionados