Cariri: Candidato de Potengi desiste na véspera da eleição e vai à praça pedir voto para concorrente

O postulante do Psol, que recebeu apoio do candidato desistente do PSD, disse que recebeu o apoio com surpresa. Aliança da oposição tenta fazer frente à candidatura da atual prefeita

Escrito por Antonio Rodrigues, antonio.rodrigues@svm.com.br

Política

Legenda: Na Praça da Igreja Matriz, Samuel Carlos Tenório anunciou apoio a Edson Veriato um dia antes da votação
Foto: Reprodução

A poucas horas do início da eleição deste domingo (15), a disputa pela Prefeitura de Potengi, na Região do Cariri, teve uma reviravolta: o candidato Samuel Carlos Tenório (PSD) desistiu de concorrer em apoio ao sindicalista Edson Veriato (Psol). Ex-prefeito da cidade, o representante do PSD foi até a Praça da Igreja Matriz para pedir voto ao até então adversário no pleito. Os dois opositores tentam, com a aliança, fazer frente à candidatura da atual prefeita, Alizandra Gomes (PT), que busca a reeleição.

"Venho abdicar a mão da minha candidatura em nome de um motivo maior que é o melhor para os potengienses”, declarou Samuel Carlos Tenório em discurdo ao lado de Edson Veriato. O presidente do PSD em Potengi, Normando Tibúrcio, reforçou que o apoio busca fortalecer a oposição.  “Reunimos nosso grupo, composto de cinco vereadores, dez candidatos, e resolvemos confirmar o apoio a Edson”, justificou.  

O candidato do Psol recebeu o apoio com surpresa. “Estava de casa em casa, em campanha, quando o grupo dele (Samuel) me procurou. Ele viu que não tinha condições”, acredita Edson Veriato. Na sua avaliação, o apoio é positivo, mas o candidato descartou qualquer influência em uma possível gestão. “A vinda não interfere no projeto que estamos (apresentando) para a cidade. O apoio vem apenas com o voto, sem compromisso, sem acordo”, garantiu.  

A atual prefeita, Alizandra Gomes, lamentou a união entre os dois candidatos, que classificou como uma traição à confiança dos seus eleitores e seus ideais. “(O apoio) tem um único objetivo: chegar ao poder a qualquer curso”, disse. “Nós estamos ainda mais fortes, mais firmes”, completou.