Alcolumbre diz esperar votação de PEC Paralela em 2 turnos na quarta-feira, 6

"Se votarmos em primeiro turno, será uma vitória, mas vamos tentar em dois turnos", comentou Alcolumbre

Legenda: Alcolumbre também acredita que o momento é mais propício para a aprovação da PEC Paralela na Câmara
Foto: Agência Brasil

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse nesta terça-feira, 5, que espera que a PEC Paralela, que inclui Estados e municípios na reforma da Previdência, seja aprovada na quarta-feira, 6, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da casa. A partir disso, ele afirmou,em entrevista à Globo News, que vai apelar aos líderes e demais senadores para que se quebre o interstício, permitindo a votação da PEC na quarta mesmo no Plenário.

"Se votarmos em primeiro turno, será uma vitória, mas vamos tentar em dois turnos", comentou Alcolumbre.

Questionado sobre a receptividade da medida na Câmara, uma vez que foram os deputados que tiraram Estados e municípios da reforma da Previdência, Alcolumbre afirmou que o cenário é outro. "Acho que o ambiente é mais propício para a PEC Paralela na Câmara. Vamos construir com líderes do Senado, da Câmara, para que possam aprovar a reforma da Previdência para Estados e municípios", destacou.