Universidades do Ceará lançam nota em defesa da ciência e ofertam estrutura para vacinação

Reitores da Uece, UVA, URCA, IFCE e UFCA se posicionaram favoráveis a medidas sanitárias e repudiaram ameaças a Camilo Santana

Escrito por Redação, metro@svm.com.br

Metro
Universidade Estadual do Ceará
Legenda: Uece foi uma das cinco universidades que assinaram a nota pública
Foto: José Leomar

Cinco instituições do ensino superior público do Ceará lançaram, neste sábado (3), nota conjunta de apoio à ciência e à vacinação contra Covid-19, e de repúdio ao negacionismo e a ameaças contra o governador Camilo Santana. 

A declaração é assinada pelos reitores da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), da Universidade Regional do Cariri (URCA), da Universidade Estadual do Ceará (Uece), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e da Universidade Federal do Cariri (UFCA). A Universidade Federal do Ceará (UFC), gerida pelo reitor Cândido Albuquerque, não consta na lista.

Ao definir o momento atual como “mais grave crise dos últimos tempos”, as instituições reafirmaram o “apoio às medidas de enfrentamento ao coronavírus baseadas na ciência, no diálogo amplo e aberto com os diversos setores, e às ações de assistência social e de apoio financeiro às populações mais vulneráveis”.

“Solidarizamo-nos, também, com as famílias que enfrentam perdas e que se encontram em dificuldade nesse momento tão delicado.”
Reitores de Universidades do Ceará
em nota pública

A nota também reforça a disponibilização de profissionais, estrutura física e de equipamentos das universidades para ações de combate à doença pandêmica, como armazenamento de vacinas.

UFC fora da lista

Após a divulgação da nota, no final da noite de sábado (3), a Universidade Federal do Ceará (UFC) se pronunciou sobre os motivos de não ter assinado a nota pública publicada por outras universidades do Estado em apoio às medidas sanitárias do Governo do Estado e de repúdio contra as ameaças que Camilo Santana recebeu. 

A instituição listou todas as contribuições ao Estado, afirmando, em nota, que a UFC é “parceira do poder público desde os primeiros estágios da pandemia", sendo "uma das universidades brasileiras que mais produziram conhecimento" sobre o vírus da Covid-19.

A nota ressalta ainda ações relacionadas à disponibilização de recursos humanos e laboratoriais para testes diagnósticos e freezers de alta potência para o armazenamento de imunizantes, no esforço de vacinação contra a covid-19 em curso.

No entanto, a instituição diz que “o momento demanda coalizão e soma de esforços, não sendo frutífero semear discórdia, fomentar divergências e cercear a liberdade de investigação de pesquisadores”, e que por isso, se isentou de assinar o documento conjunto.

"(A UFC) não se reconhece no dever de satisfazer a vieses ideológicos, sejam quais forem, no exercício de sua missão maior”.
UFC
Em nota pública

Leia as notas na íntegra:

Nota em defesa da vida

Os reitores da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), da Universidade Regional do Cariri (URCA), da Universidade Estadual do Ceará (UECE), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e da Universidade Federal do Cariri (UFCA) vêm a público manifestar seu apoio incondicional à vida e à ciência. No esteio desse posicionamento, repudiamos as recentes ameaças de morte direcionadas ao Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, em virtude da manutenção de medidas sanitárias, para salvar vidas, no combate à Covid-19.

Em um momento marcado pela mais grave crise sanitária dos últimos tempos, solidarizamo-nos com o governador e reafirmamos nosso apoio às medidas de enfrentamento ao coronavírus baseadas na ciência, ao diálogo amplo e aberto com os diversos setores da sociedade e às ações de assistência social e de apoio financeiro direcionadas, principalmente, às populações mais vulneráveis. Solidarizamo-nos, também, com as famílias que enfrentam perdas e que se encontram em dificuldade nesse momento tão delicado.

Na oportunidade, colocamo-nos, novamente, à inteira disposição do estado no combate à pandemia. Disponibilizamos nossa estrutura física e de equipamentos para quaisquer ações necessárias, como a vacinação da população e o armazenamento de insumos.

Temos, também, grande expertise científica e intelectual, que se reflete em pessoal altamente qualificado para atuar na atenção de saúde às pessoas e na educação para a saúde e o autocuidado. 

Seguimos firmes, ao lado da sociedade cearense, na luta incessante contra o negacionismo e o obscurantismo, pela preservação da vida.

Assinaram os reitores: Prof. Dr. Fabianno Cavalcante de Carvalho, da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA); Prof. Dr. Francisco do O’ de Lima Júnior, da Universidade Regional do Cariri (URCA); prof. Me. Hidelbrando dos Santos Soares, da Universidade Estadual do Ceará (Uece); prof. Dr. José Wally Mendonça Menezes, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE); prof. Dr. Ricardo Luiz Lange Ness, da Universidade Federal do Cariri (UFCA).

Nota da Reitoria (UFC): no lugar de discórdia, união; no lugar de palavras, atitudes

Diante da nota pública lançada neste sábado (3) e assinada pelos gestores de três universidades estaduais e duas instituições de ensino superior federais cearenses, a Universidade Federal do Ceará (UFC) reafirma a contribuição efetiva e concreta que tem dado, desde o início da pandemia do novo coronavírus, ao Governo do Estado do Ceará para a mitigação dos impactos do vírus SARS-CoV-2 e a preservação da vida do povo cearense.

Primeiramente, a Universidade cedeu às fileiras da gestão estadual profissionais e intelectuais da máxima qualificação de seu quadro funcional. Estes, hoje, lideram ações e processos na Secretaria da Saúde, Escola de Saúde Pública (ESP), Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP) e equipamentos assistenciais da rede pública de saúde. Forneceu, ainda, leitos para a ampliação do Hospital Leonardo da Vinci, unidade que dá suporte imprescindível à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Parceira do poder público desde os primeiros estágios da pandemia, a UFC disponibilizou recursos humanos e laboratoriais para testes diagnósticos e freezers de alta potência para o armazenamento de imunizantes, no esforço de vacinação contra a covid-19 em curso. É a Instituição de alguns dos idealizadores do Elmo, capacete de respiração assistida, que muito nos orgulha e tem reduzido a necessidade de intubação de pacientes com covid-19. 

Foi uma das universidades brasileiras que mais produziram conhecimento sobre o tema, criando inclusive uma plataforma de acesso público para agregar iniciativas específicas de ensino, pesquisa e extensão. Por fim, destinou um Cientista-Chefe da casa ao monitoramento, em tempo integral, das curvas de evolução da pandemia, subsídio fundamental para orientar o Executivo estadual na tomada de decisão, visando a uma melhor condução da situação.

A UFC entende que o momento demanda coalizão e soma de esforços, não sendo frutífero semear discórdia, fomentar divergências e cercear a liberdade de investigação de pesquisadores. Acredita, mais do que nunca, no lema de seu brasão sexagenário – a virtude, unida, é mais forte. Por fim, a administração superior da Universidade não se reconhece no dever de satisfazer a vieses ideológicos, sejam quais forem, no exercício de sua missão maior.

Assuntos Relacionados