Prefeito Roberto Cláudio anuncia construção de hospital no Estádio Presidente Vargas em Fortaleza

A obra começou nesta segunda-feira. A unidade terá 204 leitos e deverá estar disponível a partir do dia 20 de abril para atender pacientes com o novo coronavírus

Foto: Foto: Kid Júnior

O prefeito Roberto Cláudio anunciou, na manhã desta segunda-feira (23), a construção de um hospital na estrutura do Estádio Presidente Vargas, no bairro Benfica, em Fortaleza. A obra começou hoje, e segundo ele, a unidade terá 204 leitos e deverá estar disponível a partir do dia 20 de abril para receber pacientes diagnosticados com a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. 

O gestor admite que está trabalhando na ideia de forma antecipada, mas alerta que a decisão ocorre diante da grande possibilidade de aumento da demanda de internamento hospitalar. 

"Essa obra começa hoje, no próprio Estádio Presidente Vargas. A gente já está deslocando lá do Pecém essa estrutura metálica e já vamos começar a montar essa estrutra em concreto ao longo dessa primeira semana. É uma montagem rápida. Também já estamos comprando as macas e as estruturas básicas dos leitos, material para que a gente, até o dia 20 de abril, essa é a nossa meta, esteja com esse hospital de portas abertas, funcionando e dando alterantiva a mais, à populaçao, de assistência", relatou Roberto Cláudo, durante pronunciamento transmitido pelo Facebook na manhã dessa segunda-feira. 

Legenda: Trabalhadores começaram nesta segunda a trabalhar no PV
Foto: Foto: Natinho Rodrigues/SVM

Legenda: Hospital ficará pronto até 20 de abril
Foto: Foto: Natinho Rodrigues/SVM

"A gente vai montar uma estrutura hospitalar temporária de 204 leitos. Teremos 17 enfermarias, com 12 leitos. Essa estrutura terá uma base toda em concreto. Toda a estrutura de saneamento, de água, hidrelétrica, de gases serão também puxadas pra essa estrutura com uma base em concreto e será levantada em estrutura metálica uma área de 3.500 metros quadrados", declarou o prefeito Roberto Cáudio. 

O gestor anunciou que, no local, também haverá uma estutura de farmácia, com estrutura hospitalar de desinfecção. "Além disso tudo, a gente vai utilizar também a estrutura de banheiros e vestiários do PV para fazer a higienização de todos os profissionais e teremos contêineres separados para fazer toda a paramentação, vestimenta e os cuidados que são bem específicos para uso dos equipamentos de proteção individual dos profsionais de saúde", complementou o prefeito. 

Roberto Cláudio alertou, no entanto, que os pacientes não irão diretamente ao hospital do PV, mas serão encaminhados a partir das emergências públicas, conforme a necssidade de internação. "Tanto no caso do IJF 2, como no caso desse novo hospital do Estádio PV, os pacientes não vão seguir diretamente pra lá, eles vão, primeiro, entrar pelas portas da amergência pública da cidade. E, caso haja um diagnóstico ou uma suspeita diagnóstica de coronavírus, uma necessidade de internamento, é que os pacientes serão encamihados para internamento eventualmente no IJF 2 e no prórpio novo hospital do PV".

No pronunciamento, o prefeito informou que, de início, serão leitos comuns.

"No primeiro momento, os leitos serão comuns, de internação, não serão de UTI. Mas, dependendo da disponibilidade de respiradores e de pessoal, e também da eventual necessidade da população, parte desses 204 leitos podem, inclsuive, ser adaptados a leitos de UTI".

Após completar uma semana desde a confirmação dos primeiros casos de coronavírus no Ceará, o total de registros no Estado chegou a 125 neste domingo (22), conforme o boletim divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesa). A quantidade representa um aumento de aproximadamente 48,8% em relação à última atualização, que contabilizava 84 casos.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza