Prédio cai em Fortaleza 4 meses depois de colunas de bloco cederem na Maraponga

No dia 1º de junho, colunas de sustentação fizeram um prédio na Maraponga ruir parcialmente

Escrito por Redação,

Metro
Legenda: Desabamento de prédio residencial na Maraponga, no dia 1º de junho deste ano.
Foto: Foto: Divulgação

O desabamento do Edifício Andrea, residencial de sete andares que caiu no Dionísio Torres na manhã desta terça-feira (15), acontece quatro meses depois das colunas de sustentação de um prédio no Bairro Maraponga terem caído, localizado na Travessa Campo Grande, e causado desabamento parcial da estrutura, caso que mobilizou a Capital e ocorreu no dia 1º de junho. 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, 16 famílias foram removidas dos apartamentos do prédio de quatro andares localizado na Travessa Campo Grande.

Ao todo, 15 casas foram interditadas para as obras de demolição que foram iniciadas ainda no final de junho.

Legenda: Prédio tinha sete andares
Foto: Foto: VC Repórter

Até hoje o local está isolado. É o segundo desabamento de grandes proporções que acontece na Capital nos últimos meses. Recentemente, os donos do prédio da Maraponga foram indiciados pela Polícia Civil após divulgação da perícia realizada pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).