Marcha Pela Vida 2021 acontece de forma itinerante e visita sete instituições pró-vida em Fortaleza

O foco é dar visibilidade para as organizações que apoiam as pessoas em situação de vulnerabilidade

Manifestantes no ato Marcha pela Vida em Fortaleza
Legenda: Antes da pandemia, as edições da Marcha pela Vida eram realizadas em caminhadas pelas ruas de Fortaleza
Foto: Natinho Rodrigues

A edição de 2021 da Marcha pela Vida, que busca mobilizar a sociedade contra a aprovação do aborto, será realizada, pela primeira vez no Brasil, de forma itinerante, devido à pandemia de Covid-19. O evento começou na segunda (22) e terminará nesta quarta-feira (24).

Em Fortaleza, a Marcha pela Vida visitará instituições que trabalham em favor da vida como Peter Pan, Lar Santa Mônica, Casa de Jeremias, Casa Luz, Lumen, Chama e Lar Batista.

De acordo com a organização, o foco é dar visibilidade para as organizações que apoiam as pessoas em situação de vulnerabilidade.

Na ocasião da visita ao Chama, o promotor Dairton de Oliveira, responsável pelo Programa Anjos da Adoção, estará presente e abordará a importância da adoção.

Propósito

A organização trabalha com a perspectiva de que o formato itinerante deve apontar ainda mais a necessidade de lutar a favor da vida.

"Em 2020, fizemos uma Marcha Virtual e foi um sucesso. Mesmo em nossas casas, o público manteve-se firme no propósito de defender vidas", destaca a coordenadora do Movimento Pela Vida, Catarina Rochamonte.

Sobre o evento

A Marcha pela Vida Contra o Aborto foi desenvolvida com a finalidade de obter o apoio da população para pressionar o Congresso Nacional contra a legalização do aborto, proposta embutida na reforma do Novo Código Penal Brasileiro, que, com urgência, está sendo analisado pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Um estudo feito pelo Paraná Pesquisas em janeiro deste ano mostra que 79% dos brasileiros são contrários à legalização do aborto.

Ao todo, 2.060 pessoas com idade a partir de 16 anos, de 26 estados e do Distrito Federal, responderam às perguntas.

Habitantes de 238 cidades brasileiras participaram do levantamento, que tem grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de 2%.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados