Limpeza de bocas de lobo e canais são soluções apresentadas pela Prefeitura para amenizar inundações

Segundo a prefeitura, de janeiro até agora, 1.110 bocas de lobo e 31 recursos hídricos passaram por limpeza

Legenda: Fortaleza teve alagamentos, inundações, congestionamentos e até um desabamento
Foto: VC Repórter

Limpeza de canais, bocas de lobo, lagoas e açudes são as principais medidas apresentadas pela Prefeitura de Fortaleza, nesta segunda-feira (11), para minimizar os alagamentos e inundações registrados na capital com a intensificação das chuvas. O cronograma de limpeza incluem ainda um pacote que contempla serviços de pavimentação e recuperação de vias em todos os bairros da Capital. 

Segundo a prefeitura, de janeiro até agora, 1.110 bocas de lobo e 31 recursos hídricos passaram por limpeza. Em todo o ano passado, mais de 5 mil bocas de lobo e 89 recursos hídricos foram limpos. 

No entanto, alagamentos e inundações foram registrados em diversos pontos de Fortaleza desde o início da quadra chuvosa. Com a sangria da barragem do Rio Cocó, moradores do Conjunto Palmeiras, Jangurussu e Barroso, atingidos pelas águas, relataram prejuízos. 

Durante apresentação das medidas, a prefeitura anunciou como meta a recuperação e pavimentação de 610.000 m² de asfalto em todos os bairros da capital. A previsão de investimento é de R$ 50 milhões. 

A escala de prioridade começa com os corredores do transporte público, vias de maior fluxo de tráfego, binários e, por fim, vias secundárias. 

Dinheiro da fiscalização

Ainda de acordo com a prefeitura, a receita da fiscalização de trânsito será usada na manutenção das vias.

Para o segundo semestre de 2019, estão previstas obras de saneamento, drenagem e pavimentação. Segundo a prefeitura, as ações devem beneficiar bairros como o Jangurussu, Conjunto Palmeiras, Presidente Vargas, Barroso, Passaré, Bom Jardim, Siqueira e outros. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza